Tidal é acusado de realizar cobranças indevidas de ex-assinantes

Por Redação | 19 de Janeiro de 2016 às 09h17

O serviço de streaming de música do rapper Jay-Z está sendo acusado de realizar cobranças mesmo após o cancelamento de assinaturas. Um repórter do site The Verge é um dos ex-assinantes do Tidal que alega ter notado uma cobrança de US$ 19,99 em seu cartão de crédito referente ao serviço.

Chris Welch diz que cancelou sua assinatura do Tidal há meses, mas mesmo assim foi surpreendido com a taxa da mensalidade neste mês. Algumas horas após sua reclamação, o Tidal lhe enviou um longo e-mail de desculpas e avisou que o dinheiro seria devolvido dentro de alguns dias úteis.

O serviço foi além e disse que iria oferecer três meses de acesso gratuito à versão premium do Tidal. No entanto, o pedido de desculpas e a "gentileza" do concorrente do Spotify parece não ter sido o suficiente, uma vez que o repórter disse que sua conta no Tidal foi reaberta sem qualquer permissão.

"Isto parece quase uma manobra intencional para puxar de volta usuários que testaram o Tidal e, finalmente, foram socorridos pelo Spotify, Apple Music, Google Play Music ou outra opção de streaming”, escreveu Chris. Após a publicação do artigo no The Verge, o Tidal atualizou sua página de inscrição indicando que ninguém será cobrado após a adesão gratuita de três meses chegar ao fim.

Fonte: The Verge

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.