Telegram para desktop agora está de cara nova e traz novas funções

Por Redação | 12 de Janeiro de 2017 às 15h29

O Telegram está de cara nova nos computadores. Em meio a tanta preocupação com a questão da segurança em aplicativos de troca de mensagens, a equipe do mensageiro resolveu incrementar o design de sua versão 1.0 para desktop e deixou a interface mais alinhada com a Google Material. Ou seja: agora o Telegram ganha uma nova estética, novos temas e novas animações.

Na nova versão, os usuários podem inclusive deletar mensagens dos servidores do Telegram. Anteriormente, se você quisesse deletar uma mensagem, ela sumiria apenas do dispositivo em questão, mas continuava nos servidores do serviço. Mas vale lembrar que a nova função funciona apenas para mensagens enviadas recentemente.

Apesar da recauchutada no aplicativo para desktop, o Telegram não está tão tranquilo quanto parece em relação a seu serviço. O mensageiro utiliza um padrão exclusivo de segurança e criptografia, e depende apenas de seus próprios protocolos de segurança — o que o difere, negativamente, dos concorrentes.

Acontece que um documento não-oficial publicado recentemente pelo BuzzFeed e altamente compartilhado nos sites e redes sociais, acusa o Telegram de ter sido comprometido pela agência de segurança nacional da Rússia. Ele diz que "o FSB conseguiu crackear, com sucesso, este software de comunicação, que portanto não é mais seguro para uso".

O Telegram respondeu à acusação e chamou o relatório de possivelmente falso, ou talvez referente à interceptação de SMS nas contas não protegidas por verificação em dois passos. A maioria das outras acusações contidas no documento, datado de julho de 2015, foram provadas como imprecisas, ou impossíveis de verificar.

O especialista em criptografia Nadim Kobeissi, que tem ficado famoso por tanto criticar o Telegram, detalhou outro vetor de ataques: a vulnerabilidade na forma como o serviço lida com senhas. O Telegram também tentou provar o contrário, desta vez respondendo diretamente a Kobeissi no Twitter, dizendo que o chat não iria nem funcionar se ataques dessa magnitude tivessem acontecido. O especialista ainda não respondeu.

Em uma postagem em seu blog oficial, o Telegram fez o seguinte comunicado:

"Até hoje, nenhuma maneira de minar a criptografia do Telegram foi descoberta (...). Estamos trabalhando continuamente com nossa comunidade mundial de desenvolvedores e especialistas em segurança para manter o app dessa forma".

Mesmo assim, aconteça o que acontecer, o aplicativo ficou muito mais bonitão do que era antes, não é mesmo?

Fonte: Telegram