Snapchat testa recurso para deletar mensagens privadas

Por Patrícia Gnipper | 11 de Junho de 2018 às 17h10

Quem nunca enviou uma mensagem e, por qualquer razão que seja, se arrependeu logo em seguida, não é mesmo? Como não dá pra voltar ao passado e impedir você mesmo de enviar tal recado, um recurso que todo mundo ama é a possibilidade de deletar a mensagem assim que ela foi enviada, antes mesmo de ser visualizada. E é isso o que o Snapchat está testando, podendo implementar a funcionalidade ao aplicativo nas próximas semanas.

Será possível remover mensagens enviadas tanto a usuários individuais, quanto a grupos, mesmo se a mensagem já tiver sido lida por alguém. O mesmo já existe em mensageiros, como o WhatsApp e o Telegram, por exemplo.

(Imagem: PC Mag)

Para deletar a mensagem específica, basta abrir o chat, pressionar o dedo em cima da tal mensagem, e selecionar a opção "Delete". Feito isso, seu amigo ou o grupo de amigos serão alertados que uma mensagem foi removida, não podendo mais acessar aquele conteúdo. Mas vale ressaltar que, ao se arrepender de uma mensagem enviada, é bom correr para deletá-la o quanto antes; afinal, caso alguém a veja antes da remoção, nada impede que uma captura de tela seja feita.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Spectacles mais acessíveis

Além disso, a Snap também decidiu dar um empurrãozinho às vendas de seus óculos Spectacles. Até então vendidos com exclusividade pelo site Spectacles.com, agora os óculos do Snapchat podem ser comprados pela Amazon — se você for morador dos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá.

Segunda geração dos Spectacles

Pelo e-commerce de Jeff Bezos, os Spectacles são enviados no dia seguinte à compra. E a versão 2 do aparelho tem sido elogiada, enquanto o primeiro modelo se mostrou um verdadeiro fracasso. Mais finos, mais leves e melhor resistentes a água, os Spectacles 2 têm uma boa qualidade de áudio e vídeo, ainda que sejam US$ 20 mais caros do que a versão anterior.

Fonte: PC Mag

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.