Snapchat já é mais popular que o Twitter em número de usuários ativos

Por Redação | 02 de Junho de 2016 às 11h30
photo_camera Divulgação

Os últimos meses não têm sido nada fáceis para o Twitter. E a situação da rede de microblogs acaba de ficar um pouco mais complicada, já que a plataforma está perdendo espaço para o Snapchat, que ultrapassou o passarinho azul em número de acessos diários.

Segundo a Bloomberg, o Snapchat possui cerca de 150 milhões de usuários que acessam o aplicativo todos os dias. É uma quantidade significativa, uma vez que, em dezembro do ano passado, o app tinha o equivalente a 110 milhões de usuários ativos diariamente.

O Twitter, por sua vez, tem menos de 140 milhões, número que, ao que tudo indica, continuará caindo ao longo do ano. De acordo com a empresa liderada por Jack Dorsey, 310 milhões de pessoas fazem uso da rede social mensalmente, e desses mais de 300 milhões, 44% são usuários ativos diários nos 20 países que mais acessam o serviço.

Para analistas ouvidos pela Bloomberg, o Twitter não soube se adequar às revoluções de seus principais concorrentes e por isso a companhia perdeu espaço no mercado. Lançado em 2006, o app chegou a ser a segunda rede social mais usada no mundo, atrás apenas do Facebook, mas logo caiu algumas posições frente a outros programas do próprio Facebook, incluindo Instagram, Messenger e WhatsApp.

A chegada do Snapchat também foi outro baque para o microblog. Isso porque o aplicativo, lançado há quatro anos, atende a um público mais jovem, que é maioria nos serviços sociais online. Além disso, a proposta do Snapchat parece agradar mais a essa parcela de adolescentes e quase adultos, que preferem aplicativos de resposta rápida que incluem selfies e vídeos curtos. Os famosos filtros, que adicionam dezenas de efeitos às fotos e vídeos dos usuários, também mostram que a fórmula do Snapchat dá certo.

Em entrevista na conferência de tecnologia do site Re/Code, nesta quarta-feira (1º), Dorsey afirmou que o Snapchat é uma ferramenta "muito moderna", mas não explicou o que teria levado a plataforma a superar o Twitter em número de usuários. Na opinião do executivo, o microblog pode ser "confuso e alienante" para muita gente - algo que ele afirma estar tentando consertar para que sua empresa não entre em colapso.

Em março, o Twitter completou 10 anos de vida. Há alguns meses, a rede social vem implementado diversos recursos para atrair mais internautas e fazer com que antigos usuários retornem à plataforma. Entre as mudanças mais recentes estão a incorporação dos apps de vídeo Vine e Periscope, suporte para fotos, vídeos e GIFs reproduzidos diretamente na linha do tempo e a criação da seção Moments, que reúne os assuntos mais comentados do momento no site.

Fonte: Bloomberg