Signal, aplicativo de mensagens e ligações criptografadas, chega aos PCs

Por Redação | 03 de Dezembro de 2015 às 13h38

Depois de chamar bastante atenção por ter sido citado por Edward Snowden como sua principal opção para troca de mensagens, o Signal chega agora aos computadores. Ainda em versão Beta, o mensageiro instantâneo aparece como uma extensão para o navegador Google Chrome rodando tanto em Windows quanto no Mac, mas apenas com suas funcionalidades básicas.

Isso significa que apenas o sistema de troca de mensagens está disponível aqui, tudo isso, claro, sem deixar de lado sua principal característica, a criptografia. O Signal garante criptografar todas as comunicações realizadas entre os usuários de forma a impedir interceptação e leitura por terceiros, garantindo privacidade e controle total sobre o conteúdo.

Por enquanto, o software é capaz apenas de sincronizar suas mensagens com a versão para smartphones Android, o que significa que usuários do iOS ainda terão que esperar mais um pouco para utilizar o Signal no computador.

O mesmo vale também para as funções de chamadas de voz, que ainda não está disponível na versão para desktop. Nos celulares, o Signal também é capaz de criptografar imagens e outros arquivos enviados, outra funcionalidade que também não está presente nos computadores. Tudo, claro, deve mudar com o andamento do desenvolvimento, já que a ideia dos criadores é entregar exatamente o mesmo aplicativo em diversas frentes – algo que deve ser rápido, inclusive, devido à arquitetura de código aberto da solução e ao apoio de uma forte comunidade.

Acima de tudo, o objetivo dos responsáveis pelo Signal é mantê-lo gratuito e aberto para quem quiser utilizar ou trabalhar com ele. Foi justamente esse caráter que chamou a atenção não apenas de Snowden, mas de toda a comunidade de usuários, que apoiam o projeto e o ajudam a crescer sem fins lucrativos.

Fonte: Whisper Systems

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.