Rejeitar novos termos do WhatsApp não impede divisão de dados com o Facebook

Por Sérgio Oliveira | 28 de Agosto de 2016 às 18h33

O WhatsApp causou revolta ao anunciar na última semana que passará a compartilhar dados de seus usuários com o Facebook. Embora o serviço ofereça a opção de não aceitar os termos, isso não o impede de compartilhar alguns dados com a rede social.

O principal motivo da indignação é que as empresas garantiram que manteriam as informações dos usuários separadas e que não as compartilhariam entre si quando o Facebook adquiriu o mensageiro instantâneo em 2014. A "sorte", por assim dizer, é que foi oferecida a possibilidade de os usuários não aceitarem os novos termos em um prazo máximo de 30 dias, impedindo que o compartilhamento de dados aconteça.

No entanto, conforme revela uma reportagem do Independent, optar por barrar a partilha de informações ainda fará com que alguns dados-chave sejam enviados ao Facebook - e não há nada que se possa fazer para impedir isso.

Ao que tudo indica, rejeitar os termos impede apenas que a rede social receba informações para usá-las para "propagandas e experiência de produtos". Em miúdos, o site de Mark Zuckerberg não poderá utilizar dados de conversas nem de contatos para direcionar sua publicidade.

Em contramão, a plataforma continuará podendo se aproveitar dos dados compartilhados para "outros fins", como combate ao spam, melhorias de segurança nos dois serviços e outras coisas que não foram anunciadas.

Portanto, estamos naquela famosa sinuca de bico. A contragosto, quem utiliza o WhatsApp e não abre mão do aplicativo, terá sim seus dados divididos com o Facebook para sabe-se lá o quê. O jeito, por consequência, é fazer vista grossa ou então mudar de vez de mensageiro. A escolha é sua.

Via: Independent

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.