Principais navegadores se unem para resolver grandes problemas da web

Principais navegadores se unem para resolver grandes problemas da web

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 07 de Março de 2022 às 12h03
Matheus Bigogno/Canaltech

Apple, Google, Microsoft, Mozilla, Igalia e Bocoup se uniram para lançar a quarta edição do evento chamado Interop 22, cujo objetivo é melhorar a compatibilidade entre navegadores e assim gerar uma web mais segura, funcional e útil para todos. A ideia é juntar desenvolvedores dos principais nomes do mercado para trabalharem em conjunto na tentativa de solucionar grandes problemas da web.

Embora cada navegador tenha suas características e recursos, há pontos problemáticos comuns entre eles. Isso faz com que a evolução da tecnologia de sites seja interrompida até que as brechas ou ausências de funcionalidades sejam corrigidas.

O Interop 2022 traz uma nota que representa como as desenvolvedoras lidam com os pontos críticos (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

O Interop estabelece uma pontuação pública para cada navegador, baseada nos avanços e necessidades de melhorias de cada um. Como muitos têm o mesmo núcleo, como no caso de Edge e Chrome, tornar o desenvolvimento unificado ajuda a tornar a experiência aprimorada para o usuário final.

A iniciativa começou em 2019, quando Google, Mozilla e outros menores criaram o encontro para descobrir as dificuldades dos desenvolvedores da web. Como o saldo foi positivo, cada fabricante passou a incentivar a reunião anual no intuito de reconhecer as falhas e apontar soluções para corrigi-las.

Interop 2022

Para este ano, o Interop focará em 15 áreas específicas, tais como cascade layers, funções de cores e códigos em CSS, novas unidades de viewport, rolagem de tela, subgrade e o elemento dialog (usado para exibir caixas de diálogo e recursos interativos), além de outros ajustes técnicos. Embora esses termos pareçam ser complexos para quem é leigo, são fundamentais para aprimorar a experiência do usuário, seja na parte visual, seja no uso diário em sites, redes sociais e aplicativos.

(usado para exibir caixas de diálogo e recursos interativos), além de outros ajustes técnicos. Embora esses termos pareçam ser complexos para quem é leigo, são fundamentais para aprimorar a experiência do usuário, seja na parte visual, seja no uso diário em sites, redes sociais e aplicativos. (usado para exibir caixas de diálogo e recursos interativos), além de outros ajustes técnicos. Embora esses termos pareçam complexos para quem é leigo, são fundamentais para aprimorar a experiência do usuário, seja na parte visual, seja no uso diário em sites, redes sociais e aplicativos da web. (usado para abrir caixas de diálogo e outras interações). Muitos desses termos técnicos são complexos para quem é leigo, mas tem total impacto na navegação na internet, seja sob o aspecto visual, seja pelo funcionamento. (representa uma caixa de diálogo ou componente interativo), entre tantas outras.

Uma das áreas de análise é sobre o viewport, a área de exibição de páginas nos navegadores (Imagem: Reprodução/Google)

Esses são os pontos principais relacionados a coisas que não funcionam corretamente em todos os navegadores ou áreas mais complexas de se trabalhar, que precisam de ajustes para serem mais efetivas. Segundo o Google, a interoperabilidade entre navegadores é uma forma de tornar a web um local mais acessível, já que todos teriam acesso às mesmas tecnologias, independente de qual o software de preferência.

Os interessados podem enviar comentários e sugestões na página do Interop 2022, já que há um fórum inteiro de discussões para tratar dos detalhes. Qual desses recursos fará mais diferença para o seu trabalho? Com o que você está realmente animado? Tudo isso pode ajudar os desenvolvedores dos apps a trazer navegadores melhores para a web mundial.

Fonte: Google, Microsoft, Apple  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.