Policiais prendem 3 suspeitos de matar jovem que ofereceu carona pelo WhatsApp

Por Redação | 03 de Novembro de 2017 às 14h58
Tudo sobre

WhatsApp

Nesta sexta-feira (3), policiais do Grupo de Ações Especiais de São José do Rio Preto (interior paulista) prenderam três suspeitos de terem participado da morte de Kelly Cristina Cadamurro, de 22 anos, que havia oferecido uma carona pelo WhatsApp. Seu corpo foi encontrado seminu, com as mãos amarradas, contendo marcas de estrangulamento em um córrego de MInas Gerais.

Segundo um tenente que comandou as buscas, um dos presos confessou o crime. Kelly morava em Guapaiçu, em São Paulo, e ia visitar o namorado em Itapagipe, Minas Gerais. Em um grupo no mensageiro que serve para que pessoas combinem caronas entre si, a oferta foi feita inicialmente para que Kelly levasse um casal, mas na última hora a suposta mulher teria desistido e somente o homem manteve a carona.

O suspeito já tinha dois mandados de prisão expedidos contra ele e, em março, teve a saída temporária do Centro de Progressão Penitenciária de Rio Preto autorizada pela Justiça, mas não retornou quando deveria. Ele possui passagens pela polícia por roubo, estelionato e lesão corporal enquadrada pela Lei Maria da Penha.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: UOL

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.