Para crescer na América Latina, EasyTaxi faz fusão com app colombiano Tappsi

Por Rafael Romer | 15 de Dezembro de 2015 às 19h11
photo_camera Reprodução

O aplicativo brasileiro de chamada de táxis EasyTaxi anunciou nesta terça-feira (15) uma fusão com o app colombiano Tappsi, o que deverá criar o maior serviço do setor na América Latina, com uma base compartilhada de mais de 500 mil taxistas cadastrados e 25 milhões de downloads.

Até agora, a Colômbia era o segundo maior mercado para a EasyTaxi, que está presente em 20 cidades do país e tem mais de 100 mil taxistas em sua base local - atrás só do Brasil. Com a fusão com o Tappsi, o país salta para o primeiro lugar, com um serviço que deverá movimentar mais de oito milhões de corridas mensais.

"Entendemos que a troca de conhecimento é positiva na parte de produtos e operação", explicou ao Canaltech Dennis Wang, cofundador da EasyTaxi, que permanecerá na liderança da companhia ao lado do CEO da Tappsi, Juan Salcedo. "Tem o melhor produto quem tem o melhor algoritmo para buscar táxis e o melhor sistema de avaliação de taxistas, em tudo isso a gente consegue trocar conhecimento".

Apesar da união, as empresas continuarão a operar com equipes e negócios separados, com público-alvos e estratégias independentes. No entanto, agora haverá uma coordenação de melhores práticas, o que deve aprimorar o serviço de ambas companhias. Entre as iniciativas criadas pela fusão estará um sistema de treinamento para taxistas, focado em proporcionar uma experiência melhor de atendimento e segurança aos passageiros - o que pode sinalizar um das empresas movimento contra o Uber na região, que apesar de pequeno, tem conquistado usuários com base na boa experiência de usuário com as corridas.

Wang afirmou que a parceria deverá render frutos não só no mercado colombiano, mas dar mais musculatura para a EasyTaxi na região, preparando a companhia para novas futuras rodadas de investimento. O último investimento recebido pela empresa foi em julho do ano passado, quando a startup levantou US$ 40 milhões para uma expansão global."Isso ajuda a colocar o nome da América Latina no radar e a trazer investimentos de fora", disse.

Com a união, as duas empresas também devem conquistar um espaço maior em um mercado ainda pouco explorado na região. De acordo com Dennis, a média de chamada de táxis por aplicativo na América Latina ainda é pequena e há muito espaço para crescer com a consolidação no mercado Colombiano. Em grandes centros urbanos, como São Paulo e Bogotá, apenas 15% de todas as corridas de táxi são pedidas por apps de táxis.

Apesar de não descartar aquisições e parcerias para 2016, a empresa deverá focar no crescimento orgânico da plataforma, baseado em iniciativas de marketing e outras promoções para incentivar a migração de usuários. O mercado de aplicações para chamada de táxi é considerado altamente volátil, com consumidores frequentemente trocando de aplicativo conforme a melhor promoção ofertada pelos serviços.

Recentemente, o EasyTaxi anunciou uma nova promoção para usuários brasileiros em parceria com a cervejaria Ambev, oferecendo descontos de R$ 50 por corrida. Outra iniciativa anunciada recentemente pela empresa foi o fornecimento de internet móvel gratuita para os passageiros de táxis no Quênia, em uma parceria com a operadora Telkom Kenya.

"Cada ação que nós fazermos, nós vamos mostrar isso para outras regiões e implementamos onde faz sentido, mas com certeza vamos levar para outros países", comentou.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.