Novo golpe no WhatsApp usa falsa mensagem do McDonalds para roubar dados

Por Redação | 02.03.2016 às 13:30

A fornecedora de segurança da informação Eset identificou um novo golpe que propagado pelo WhatsApp que utiliza a marca da rede McDonalds para enganar os usuários. A ameaça está ativa em diversos países, incluindo o Brasil, e tem como principal objetivo roubar informações dos usuários. O golpe se adapta automaticamente ao idioma do usuário e, quando é acessado via PC, direciona a mensagem para o Facebook.

Os criminosos aplicam o golpe enviando uma mensagem proveniente de um contato conhecido ou de algum grupo existente do WhatsApp, convidando as pessoas a clicar em um cupom de desconto do McDonalds. Em seguida, o usuário é direcionado ao browser do dispositivo para acessar o http: //***d1.co/mcdonalds, onde uma falsa pesquisa é exibida em diversos idiomas, dependendo da localização da vítima. Assim que as perguntas são respondidas, uma imagem é exibida, informando que as respostas estão sendo validadas. Para que a vítima possa obter o voucher, é preciso compartilhar o link inicial da campanha em três grupos com dez amigos.

Assim como já realizados em golpes anteriores, dependendo de alguns recursos do dispositivo móvel, tipo de navegador e do idioma, os falsos cupons são alterados de forma dinâmica para que a enganação pareça a mais real possível para os usuários. Dessa maneira, dependendo do país e do idioma, são observados comportamentos diversos que variam de download de aplicações até o envio de torpedos SMS para números Premium, passando por vários sites de publicidade.

Caso a vítima não acesse o link por meio de um smartphone, ela é redirecionada para o Facebook onde é convidada a compartilhar com seus contatos da rede social o link falso do voucher. Assim, ao compartilhar o cupom falso em sua timeline, seus amigos passarão a compartilhar a publicação, ampliando o alcance do golpe.

"Temos visto uma série de campanhas como esta que usam macas famosas para aplicar golpes, como no caso do Starbucks e Zara. É comum nesse tipo de fraude que usuários desavisados caiam na armadilha e se tornem vítimas, compartilhando informações pessoais de forma não intencional, com o objetivo de ganhar um voucher que nunca receberão", disse Camillo Di Jorge, presidente da Eset Brasil.

Via B!T Magazine

Fonte: http://www.bitmag.com.br/2016/03/golpe-no-whatsapp-usa-falsa-mensagem-do-mcdonalds-revela-eset/