Novo design do Skype rende avaliações negativas por parte dos usuários do app

Por Redação | 17 de Julho de 2017 às 17h22
photo_camera Divulgação

Recentemente, o Skype decidiu remodelar o seu design de maneira inédita, como não fazia há uma década. A intenção era deixar o aplicativo um tanto quanto parecido com o Snapchat para acompanhar os tempos modernos. Contudo, os usuários do serviço não estão gostando muito das mudanças.

A alteração começou a chegar em junho para usuários de Android do Skype, e, há poucos dias, também chegou ao iOS. Entre as novidades, surgiram os Destaques (como se fosse o feed do Snapchat ou do Stories, do Instagram) e a possibilidade de adicionar reações nas conversas. Ainda que essas funcionalidades sejam bem vindas em outros mensageiros, o pessoal que usa o Skype está reclamando que as novidades acabaram tirando funcionalidades clássicas do app, que o diferenciavam dos demais.

Destaques do novo Skype, similar ao Snapchat (Reprodução: Divulgação)

O novo design do Skype não acomoda mais a função de escolher um status ou verificar quem está online, por exemplo, fazendo com que sua avaliação por parte dos usuários caísse de 3,5 estrelas para 1,5 estrela na App Store. Entre as reclamações, a maior parte delas vem de pessoas pedindo para o app mostrar quem dos seus contatos está online, já que, agora, para fazer essa verificação é preciso clicar contato por contato. Nada prático, não é mesmo?

O Skype prontamente se manifestou, dizendo que corrigirá alguns dos problemas relatados. A companhia também liberou uma atualização emergencial do Skype para que o app consiga deletar contatos, conversas, notificações e realizar tarefas simultâneas - por exemplo, será possível de novo assistir a um vídeo no YouTube enquanto estiver em uma chamada.

A empresa também disse que, nos próximos meses, trará de volta o recurso de status, que foi o maior motivo da insatisfação dos usuários, além da função de compartilhamento para que eles possam enviar conteúdos de chats do Skype para outros serviços.

Vale lembrar que as mudanças aconteceram somente nas versões móveis do mensageiro, não afetando sua versão web ou para desktops.

Fonte: UOL

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.