Novo app do Facebook amplia segurança no smartphone, mas rastreia usuários

Por Felipe Demartini | 12 de Março de 2018 às 09h31
Tudo sobre

Facebook

Por meio de uma de suas subsidiárias, a Onavo, o Facebook lançou no último fim de semana o Bolt App Lock, um software voltado para bloquear o uso de certas aplicações do celular mesmo por usuários que tenham acesso físico a eles. Com a solução, disponível exclusivamente para Android, é possível trancar por meio de senha, padrão ou impressão digital aqueles softwares que contenham informações pessoais ou permitam pagamentos de forma que indivíduos não autorizados sejam incapazes de utilizá-los.

A interface é simples, usando um sistema semelhante ao de telas de configuração de notificações. Depois de definir o método de desbloqueio, uma lista com as aplicações a serem bloqueadas aparece na tela, bastando ativar o recurso por meio de um controle deslizante para que o acesso seja impedido imediatamente.

Entretanto, o que mais uma vez fez muitas sobrancelhas se levantarem é uma informação que aparece nas entrelinhas: o Bolt App Lock é capaz de rastrear o uso de apps instalados no smartphone. Essa informação aparece já na descrição do software na Google Play Store, indicando que informações sobre a rede, o aparelho e também sua utilização são enviadas para o Facebook de forma a melhorar seus produtos e serviços.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Aqui, entenda-se a utilização não apenas em questões relacionadas à publicidade, com uma exibição de anúncios segmentados e que soariam mais interessantes ao usuário devido ao tipo de aplicativo instalado. Além desse fim, o Facebook também utiliza esse tipo de dados em decisões estratégicas, novos recursos e observação de hábitos, de forma a entregar novas soluções – as recentes soluções de segurança lançadas pela Onavo, por exemplo, seriam fruto de análises desse tipo.

Bolt App Lock amplia segurança no smartphone, mas também rastreia usuários (Imagem: Onavo)

É, também, um dos aspectos mais polêmicos, ainda mais quando estamos falando de soluções voltadas para segurança. No caso do Bolt App Lock, a ideia é dar ao usuário mais privacidade sobre suas aplicações, mas, ao mesmo tempo, ele também estaria abrindo as portas para o Facebook quanto à utilização do próprio celular, entregando dados de uso nem sempre desejáveis à companhia. Ela não faz questão de esconder isso, o que, entretanto, não torna a questão menos problemática.

O lançamento do Bolt App Lock aconteceu de forma silenciosa, sem anúncios por parte do Facebook ou da Onavo – nem mesmo uma indicação no app da rede social apareceu, ao contrário do que aconteceu, recentemente, com o Protect, outro software de segurança que levantou preocupações relacionadas à privacidade. Em comunicado, a empresa de Mark Zuckerberg afirmou apenas que a liberação do app de bloqueio é um “teste”, sem dizer exatamente quando ele se tornará parte integrante do rol de soluções de segurança da plataforma, se é que isso vai acontecer.

A liberação acontece em um momento em que a empresa ainda espera a poeira baixar em relação às polêmicas ligadas ao Onavo Protect. Há um mês um botão chamado “proteger” começou a ser exibido a alguns usuários do Facebook no iOS, o que os levava ao download de uma solução de VPN que protegeria a conexão dos utilizadores e também sua identidade no acesso a serviços online.

Entretanto, ao mesmo tempo em que fazia isso, o software foi denunciado como um espião dos hábitos dos usuários, enviando informações de telemetria de volta aos servidores do Facebook. E isso acontecia mesmo quando a aplicação não estava ativada, no que, para muita gente, serviu como motivo para rechaçar completamente o uso do Protect enquanto solução de segurança, levando-o a ser citado como nada mais do que uma nova forma de a rede social obter dados de seus utilizadores – mesmo aqueles que não utilizam a plataforma.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.