Microsoft encerrará suporte para o Skype Classic no dia 1º de novembro

Por Patrícia Gnipper | 27 de Setembro de 2018 às 20h30
Tudo sobre

Skype

Saiba tudo sobre Skype

Ver mais

A versão 7.0 do Skype, também conhecida como Skype Classic, deixará de ter suporte da Microsoft a partir do dia 1º de novembro, conforme anúncio publicado nesta quinta (27) no blog oficial do serviço. Isso vale para a versão para desktops, com a versão para dispositivos móveis perdendo o suporte no dia 15 do mesmo mês.

O fim do suporte não significa que o Skype Classic deixará de funcionar nas máquinas onde ainda está instalado, mas significa que, a partir de tais datas, o programa não receberá mais atualizações, incluindo as de segurança, podendo deixar os dispositivos e contas dos usuários vulneráveis caso não atualizem para o Skype mais recente.

Uma grande reformulação do Skype foi lançada em 2017, com altos níveis de rejeição pelo fato de o programa ter deixado seu principal propósito um tanto de lado (que é a troca de mensagens), importando recursos similares aos do Snapchat. A ideia era deixar o programa mais amigável ao público mais jovem, mas a Microsoft deu um tiro no pé ao não considerar que boa parte da base de usuários do Skype são pessoas mais velhas, incluindo profissionais do mundo corporativo.

Então, a empresa acabou ouvindo as reclamações e encontrou um meio termo entre puro e simples mensageiro, e um programa de mensagens com recursos sociais. Ainda, a Microsoft havia dito em agosto que manteria o Skype Classic "por algum tempo" — tempo este que agora está oficialmente definido.

Ainda não se sabe por quanto tempo o Skype Classic permanecerá funcional; no blog da empresa, o autor da declaração disse apenas que ele será utilizável "mais um pouquinho", dando a entender que, com o fim do suporte, não se passarão muitos dias até que o Skype 7.0 se torne apenas parte da história.

Fonte: Skype

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.