Instagram abandona o Direct, seu app dedicado a mensagens

Por Felipe Demartini | 16 de Maio de 2019 às 10h34
Tudo sobre

Instagram

Saiba tudo sobre Instagram

Ver mais

Uma notificação exibida para usuários do Direct está informando que o software dedicado apenas às mensagens do Instagram está com os dias contados. O aviso diz que o aplicativo deixará de funcionar em junho deste ano, com todas as conversas sendo transferidas para a aplicação central da rede social. Nada será deletado, diz o informe, mas não será mais possível usar a ferramenta para conversar.

A informação ainda não foi confirmada oficialmente pela empresa, mas já aparece nas telas de usuários de versões Beta da aplicação para Android. Não há uma data específica para o fim do Direct e, nos países em que a solução está disponível, ela ainda pode ser baixada e utilizada normalmente. O que não se sabe, agora, é até quando essa situação deve se manter assim.

Lançado originalmente em dezembro de 2017, o Direct é uma tentativa do Facebook de repetir, com o Instagram, o sucesso de sua plataforma Messenger. Por mais que o sistema de mensagens privadas da rede social seja uma alternativa interessante para comentar de forma mais discreta em fotos e, principalmente, Stories, o aplicativo em si jamais deslanchou. Recursos eram adicionados de tempos em tempos, mas ele jamais deixou sua versão Beta, por exemplo.

Além disso, no Brasil, ele nem mesmo está disponível, uma situação que se repete em inúmeros países do mundo em que o Instagram tem ampla penetração. O software funciona apenas no Chile, Itália, Israel, Portugal, Uruguai e Turquia, territórios selecionados para os testes que, pelo jeito, não deram certo. Mesmo nesses países, a ideia geral é que o Direct teve pouca tração, com a maioria das pessoas simplesmente preferindo o mensageiro embutido na rede social e concentrando todos os seus assuntos em um único lugar.

Tudo isso, entretanto, é especulação sobre o real motivo que nos leva ao fim do Direct, uma vez que a empresa não se pronunciou diretamente sobre o assunto.

Fonte: Matt Navarra (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.