Hackers derrubam site do TJ-RJ em protesto ao bloqueio do WhatsApp

Por Redação | 19 de Julho de 2016 às 16h44

O grupo de hackers Anonymous Brasil revindicou a queda do site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro como forma de protesto ao bloqueio do WhatsApp no Brasil. O grupo agiu nesta terça-feira (19) após a Justiça do Rio determinar o bloqueio da plataforma em razão do aplicativo não compartilhar informações sobre investigações criminais.

Em sua página no Facebook, o Anonymous Brasil confirmou a queda do site do TJ-RJ. "Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Off em protesto ao bloqueio do WhatsApp", afirmou o grupo.

A decisão da juíza Daniela Barbosa de Souza, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias, foi enviada às operadoras de telefonia na manha de hoje. "A ordem judicial não foi cumprida, apesar de reiterada por três vezes, ensejando, assim, a adoção das medidas coercitivas determinadas por este juízo", escreveu Souza em sua decisão.

Em sua página no Facebook, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro reconheceu que estava com falhas técnicas. "O site do TJRJ esta fora do ar por problemas técnicos. A Diretoria Geral de Tecnologia e Informação esta trabalhando para resolver o problema o mais rápido possível", afirma a publicação.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.