Google Maps mostra a qualidade do ar ao seu redor

Google Maps mostra a qualidade do ar ao seu redor

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 10 de Junho de 2022 às 17h15
Imagem: Brett Jordan/Pexels

O Google Maps começou a exibir a qualidade do ar nas regiões próximas da sua localização. A ideia é monitorar o índice de qualidade do ar (AQI) para ajudar o usuário a tomar decisão sobre sair ou não de casa naquele dia.

Para saber como anda o ar à sua volta, basta tocar no ícone de exibição de mapas — aqueles dois quadrados sobrepostos, logo abaixo da barra de pesquisa — e selecionar a opção "qualidade do ar". O recurso diminui o zoom do mapa para exibir uma visão geral na área geográfica ampla ao seu redor. Quem quiser, pode aproximar a tela para ter resultados mais detalhados das cidades próximas.

O recurso de mensuração da qualidade do ar chegou ao Google Maps (Imagem: Alveni Lisboa/Canaltech)

Além do nome do local, o usuário terá uma numeração de 0 a 100, sendo que:

  • até 50 é considerada boa;
  • entre 51 e 100 é moderada;
  • de 101 e 150 é ruim;
  • e acima disso só vai piorando.

A recomendação da AirNow e outras organizações de mensuração é que o ar se mantenha até 50, pois acima disso já pode haver problemas para pessoas sensíveis à poluição do ar. A AQI pode ser acima de 400, o que seria considerado um risco de morte elevadíssimo para a saúde.

Como a medição é feita?

Pequenas bolhas coloridas no mapa mostram a pontuação de qualidade, desde o verde até o preto. Essas colorações permitem ver rapidamente se um local está apropriado ou não. Há informações sobre orientação para atividades ao ar livre, riscos de doenças e quando os dados foram atualizados pela última vez.

Logo abaixo da numeração e do medidor, o Google oferecerá uma opção com link para saber mais sobre a origem dos dados e uma explicação sobre o recurso. Essa página ainda está inglês, mas explica como a mensuração é feita, com a avaliação da velocidade do vento, terreno, pólen e partículas de poluição suspensas.

Este era um recurso visualizado inicialmente nos Estados Unidos no ano passado, mas que agora começou a chegar para vários locais. Os dados do Brasil ainda não foram disponibilizados, mas a novidade já pode ser acessada no app do Google Maps no iOS e Android — se você já tem o programa, basta atualizá-lo na loja de aplicativos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.