Google expande Open Heritage, plataforma que permite tour virtual em monumentos

Por Thaís Augusto | 18 de Abril de 2019 às 22h10
Divulgação / Google
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

A Google anunciou uma expansão da plataforma Open Heritage, que permite uma tour virtual em grandes monumentos ameaçados em todo o mundo. A iniciativa foi realizada nesta quinta-feira (18) em celebração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.

Agora, os usuários poderão explorar 30 novos locais em 13 países. Entre eles estão o Thomas Jefferson Memorial, nos Estados Unidos; o Templo de Apolo, na Grécia; o Túmulo de Tu Duc, no Vietnã; e a Catedral da Cidade do México.

Para a expansão, a Google contou com a parceria da CyArk, uma organização não-governamental. Os usuários podem "visitar" os locais a partir do site Google Arts & Culture ou pelo aplicativo disponível para Android ou iOS. A plataforma utiliza a tecnologia do Street View para oferecer a tour gratuita aos monumentos.

Catedral da Cidade do México em 3D. Imagem: Divulgação / Google

A Google também anunciou o Open Heritage 3D, um portal dedicado ao compartilhamento de dados do patrimônio cultural em 3D. O projeto está sendo conduzido com o apoio do Historic Environment Scotland e da Universidade do Sul da Flórida.

"O objetivo do projeto não se limita a preservar o patrimônio em perigo, é também o de contar as histórias desses sítios e compartilhar os dados que coletamos para disponibilizá-los às futuras gerações de acadêmicos, educadores e estudantes", disse a Google em comunicado.

Open Heritage

No site Google Arts & Culture, os usuários conseguem explorar mais de 1.800 espaços em 80 países. A experiência imersiva pode os transportar para o quarto de pintura usado pelo artista Van Gogh e até para a cela de prisão de Nelson Mandela. O projeto nasceu em 2011.

"O Google Art & Culture traz tesouros culturais do mundo para as pessoas com curiosidade cultural. Ele permite que todos descubram obras de arte com detalhes extraordinários e mergulhem em experiências culturais e explorem momentos históricos com tecnologia de ponta", comentou a empresa.

No ano passado, a companhia anunciou uma simples, mas interessantíssima atualização para o Arts & Culture: o aplicativo passou a permitir que usuários comparassem selfies com obras de arte espalhadas em acervos ao redor do mundo, descobrindo, quem sabe, um sósia retratado pelos pincéis de artistas renomados. Saiba como usar a ferramenta nesta matéria do Canaltech.

A plataforma Arts & Culture reúne mais de 6 milhões de fotos, vídeos, manuscritos e outros documentos de arte, cultura e história. De acordo com a Google, mais de 500 milhões de buscas relacionadas à arte são realizadas por mês.

O Memorial do Thomas Jefferson homenageia um dos fundadores da América. Imagem: Divulgação / Google
Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.