Facebook teria abandonado o Hello, app de identificação de chamadas

Por Redação | 23 de Agosto de 2017 às 10h00

Parece que o Hello, mais uma das soluções do Facebook para o mercado mobile, está morto. O aplicativo que exibia dados dos responsáveis pelas chamadas recebidas a partir de informações da própria rede social não recebe atualizações há anos e teria sido deixado de lado pela empresa enquanto ainda permanece em fase de testes em alguns países, incluindo o Brasil.

O Hello surgiu como uma resposta do Facebook para os bem-sucedidos softwares de identificação de chamadas. Tais aplicações são capazes de indicar e bloquear ligações de spam, além de mostrar informações sobre quem está ligando mesmo que o contato não esteja registrado na agenda. Nesse caso, ao contrário do que acontece na concorrência, que utiliza as atualizações feitas pela própria comunidade, a base de dados era a própria rede social.

Disponível para iOS e Android, o software jamais recebeu atualizações, mesmo com os reviews de usuários nas lojas oficiais indicando diversos problemas com ele. Entre as reclamações, por exemplo, está o fato de alguns modelos de smartphones simplesmente não reconhecerem a aplicação, além de, muitas vezes, as informações não serem exibidas quando uma ligação é recebida.

Os responsáveis pela plataforma também parecem ter sido realocados para outros setores. Andrea Vaccari, até então líder do projeto, agora faz parte do time de desenvolvimento do Facebook Messenger, enquanto outros desenvolvedores foram transferidos para as equipes responsáveis por outras soluções da rede social.

Na época do início dos testes do Hello, entretanto, a empresa o alardeava como uma revolução no mundo das chamadas de voz, algo que, de acordo com ela, não sofria alterações desde que começaram a ser realizadas nos celulares. Foi justamente daí que veio a ideia de tentar ocupar um pouco do mercado dos apps identificadores de chamadas, uma solução cada vez mais útil e crescente em popularidade.

O baixo índice de downloads também deve ter auxiliado no desânimo do Facebook em relação ao Hello. De acordo com dados não-oficiais, o app teria sido baixado menos de 500 mil vezes nos últimos dois anos – os EUA, seu principal mercado, correspondeu a 327 mil destes, enquanto o Brasil aparece com 147 mil. A maior quantidade de instalações aconteceu na semana de lançamento, com os números estacionando e não apresentando crescimento depois disso, com exceção de um pico, cerca de um mês depois de sua chegada.

Outro aspecto que também ajudou no declínio do Hello foi a adição de recursos semelhantes, de forma nativa, nos sistemas operacionais. Tanto o Android quanto o iOS permitem que os desenvolvedores tenham acesso aos discadores de seus dispositivos, melhorando ainda mais o funcionamento de softwares como o TrueCaller, atualmente o líder dessa categoria.

Apesar de todas essas informações, o Facebook não se pronunciou oficialmente sobre o fim do Hello. A empresa não fala sobre o assunto e mantém o software no ar de forma gratuita.

Fonte: Gadgets 360