Doria exige que motoristas da Uber façam curso para continuar trabalhando

Por Redação | 14 de Julho de 2017 às 15h10
photo_camera Divulgação

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), oficializou novas regras para os motoristas de aplicativos como Uber, Cabify e 99. As medidas, publicadas no "Diário Oficial da Cidade", exigem que as empresas se adaptem às mudanças dentro de 180 dias.

De acordo com as informações, para rodar na cidade de São Paulo, os carros das companhias de viagem serão obrigados a contar com emplacamento no próprio município. Além disso, também será obrigatória a realização de cursos e a obtenção de certificados por parte dos motoristas, a identificação visual do carro como parceiro das empresas e a inspeção veicular anual.

As novas exigências aproximam o transporte por aplicativos do regulamento para os taxistas, o que vem sendo exigido pela categoria desde que os serviços chegaram no Brasil. Apesar disso, as companhias já começaram a se manifestar contra a iniciativa. A Uber, por exemplo, explica que as normas tornarão o transporte menos eficiente. Já para a 99, a nova regulação vai limitar o raio de atendimento dos motoristas que atuam nas cidades da região metropolitana de São Paulo.

Outro ponto de reclamação é que as novas regras exigem que os motoristas tenham registro no Cadastro Municipal de Condutores (Conduapp) e obtenham o Certificado de Segurança de Veículo de Aplicativo (CSVAPP), medida criada exclusivamente para a regulação. Para isso, os condutores deverão contar com CNH (Carteira Nacional de Habilitação) com autorização para exercer atividade remunerada e fazer o curso de treinamento de condutores, que tem duração de 16 horas. Além disso, os carros dos aplicativos terão que passar por inspeções anuais para atestar limpeza e higiene.

Via Folha de São Paulo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.