Desenvolvedores de apps "não ganharão dinheiro" com suas criações, diz executivo

Por Redação | 27 de Julho de 2015 às 08h33

O presidente das empresas Bemobi e Mobicare, Pedro Ripper, diz acreditar que 99,9% dos desenvolvedores de aplicativos não têm chances de ganhar dinheiro com o seu serviço, principalmente aqueles que tentam criar ferramentas pela primeira vez.

Ele afirma que este é um mercado em que milhares de aplicativos competem pelo tempo dos usuários, "mas que apenas cinco apps ganham a maior parte dessa fatia". Ripper se refere aos apps que estão no topo de downloads do Google Play, como o WhatsApp, Facebook Messenger, Instagram e Facebook.

O executivo diz que a declaração não pode ser levada como um choque de realidade pelos desenvolvedores, mas sim como um incentivo. Ele acredita que falta amadurecimento cultural no Brasil para que o profissional persista no seu objetivo e ainda afirma que a imagem do "criador de sucesso" é apenas um mito. Como exemplo, Ripper cita Mark Zuckerberg, criador do Facebook, dizendo que antes da rede social ele não obteve sucesso em nenhuma de suas aplicações.

Mas nem só do Google Play e da App Store vivem os aplicativos. Lojas como o Apps Club, também conhecido como o "Netflix dos Apps", ganhou o prêmio Tela Viva 2015 e o seu criador afirma não ter a intenção de rivalizar com a loja do Google e que ainda não há no mercado um concorrente com o mesmo potencial.

Fonte: Mobile Time

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.