Desenvolvedores de apps "não ganharão dinheiro" com suas criações, diz executivo

Por Redação | 27 de Julho de 2015 às 08h33

O presidente das empresas Bemobi e Mobicare, Pedro Ripper, diz acreditar que 99,9% dos desenvolvedores de aplicativos não têm chances de ganhar dinheiro com o seu serviço, principalmente aqueles que tentam criar ferramentas pela primeira vez.

Ele afirma que este é um mercado em que milhares de aplicativos competem pelo tempo dos usuários, "mas que apenas cinco apps ganham a maior parte dessa fatia". Ripper se refere aos apps que estão no topo de downloads do Google Play, como o WhatsApp, Facebook Messenger, Instagram e Facebook.

O executivo diz que a declaração não pode ser levada como um choque de realidade pelos desenvolvedores, mas sim como um incentivo. Ele acredita que falta amadurecimento cultural no Brasil para que o profissional persista no seu objetivo e ainda afirma que a imagem do "criador de sucesso" é apenas um mito. Como exemplo, Ripper cita Mark Zuckerberg, criador do Facebook, dizendo que antes da rede social ele não obteve sucesso em nenhuma de suas aplicações.

Assista Agora: Gestor, descubra os 5 problemas que suas concorrentes certamente terão em 2019. Comece 2019 em uma nova realidade.

Mas nem só do Google Play e da App Store vivem os aplicativos. Lojas como o Apps Club, também conhecido como o "Netflix dos Apps", ganhou o prêmio Tela Viva 2015 e o seu criador afirma não ter a intenção de rivalizar com a loja do Google e que ainda não há no mercado um concorrente com o mesmo potencial.

Fonte: Mobile Time

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.