Chrome terá novo recurso para economizar bateria em notebooks e celulares

Por Rubens Eishima | 15 de Maio de 2020 às 08h03

Com a popularidade dos anúncios cada vez mais animados e chamativos, alguns deles passaram a consumir excessivamente a capacidade de processamento e memória dos dispositivo. Apesar disso não ser um problema muito grave em desktops, o impacto em notebooks e celulares pode ser um consumo excessivo de bateria e dados. Pensando nisso, o Google anunciou que o Chrome terá restrições ao consumo de recursos por anúncios de publicidade.

A empresa informou que os anúncios terão um limite de consumo, após o qual o espaço da publicidade exibirá uma mensagem de erro – o texto provisório exibe a mensagem “Anúncio removido”, com um link para maiores informações.

A medida visa proteger os usuários também de anúncios mal programados e até propagandas projetadas para a mineração de criptomoedas. Outra consequência do novo controle é um menor consumo de rede, o que pode ajudar usuários em conexões com franquia de dados limitada.

O limite estipulado pelo Google para o uso de banda de dados e CPU foi obtida a partir de testes, que identificaram 0,3% dos anúncios consumindo 27% do tráfego de dados e 28% do processamento. Assim, a empresa determinou inicialmente os valores de 4 MB de transferência de dados ou 15 segundos de uso de CPU durante um período de 30 segundos ou 60 segundos de uso total da CPU.

0,3% das propagandas usaram 27% da conexão e 28% da CPU em pesquisa (imagem: Google)

O Google informou que as restrições entrarão em vigor na versão estável do Chrome – a usada pela maioria dos usuários – no final de agosto e que os limites podem ser ajustados nos próximos meses.

Para os anunciantes, a empresa disponibilizou uma página com instruções para acessar relatórios de anúncios bloqueados.

Fonte: Google (1, 2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.