Atualização do iOS faz Uber mudar acesso à localização do usuário

Por Redação | 21 de Setembro de 2017 às 10h30

Acabou, finalmente, a polêmica quanto à utilização de dados de localização pela Uber mesmo quando o aplicativo de transportes não está sendo utilizado. Mas isso não aconteceu por atitude da própria, e sim da Apple, que, com o iOS 11, deu aos usuários a opção de restringir o uso de tais informações somente enquanto um app estiver em uso. À empresa de transportes, não restou opção a não ser atualizar sua solução.

Em uma nova versão do aplicativo, liberada na madrugada desta quinta-feira (21), foi adicionada uma opção que dá ao usuário controle total sobre esse aspecto. Eles, agora, podem escolher entre permitir o rastreamento completo, mesmo fora do aplicativo, somente enquanto ele está aberto ou bloquear totalmente esse recurso, algo que, também, impede sua utilização para chamada de carros.

Com a atualização, a nova dinâmica também acabou beneficiando usuários de aparelhos mais antigos, uma vez que a nova edição do aplicativo da Uber também está disponível para o iOS 10. O update, claro, é gratuito e deve ser realizado por todos os usuários da plataforma de transportes.

A mudança nas políticas relacionadas aos dados de localização pela Apple veio da noção de que 21% dos aplicativos disponíveis para o sistema operacional utilizam a permissão que garante acesso às informações mesmo quando não estão sendo utilizados. Isso é necessário em alguns casos, mas não em todos, e foi esse questionamento que levou a empresa a dar mais controle aos usuários no iOS 11.

Agora, mesmo que um aplicativo solicite ao usuário o rastreamento completo, e não possua opções para desabilitar isso, é possível realizar tal restrição por meio das configurações do próprio dispositivo. É claro, a Apple alerta que isso pode causar comportamento errático de algumas soluções, mas a opção entre isso ou um acompanhamento completo, como sempre deveria, fica nas mãos de cada pessoa.

Na época da polêmica relacionada ao rastreamento dos usuários, a Uber afirmou que o recurso era necessário para garantir a segurança dos usuários, além de entregar serviços melhores. Depois, a empresa atualizou o app, que continuou a realizar tal ação, mas apenas por cinco minutos após o fim de uma corrida – seria uma forma de melhor entender os hábitos dos passageiros e garantir que a viagem de volta fosse localizada mais rapidamente, posicionando melhor os motoristas com o uso do programa de incentivos que altera o valor das tarifas.

Essa polêmica, entretanto, está relacionada apenas ao app da Uber no iOS, já que a dinâmica não era usada no Android. A empresa também não se pronunciou sobre a liberação do update.

Fonte: The Verge

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.