Apps de paquera: confira 10 alternativas ao Tinder

Por Bruno Borin

Num mundo cada vez mais conectado, é natural o crescimento recente de uso de aplicativos para paquerar e conhecer novas pessoas. Quase todo mundo com um smartphone já deve ter ouvido falar no Tinder, um dos precursores no estilo que faz muito sucesso. A partir de dados do Facebook, o aplicativo utiliza algoritmos para mostrar os contatos e interesses em comum entre duas pessoas, permitindo que se criem vínculos amorosos ou até mesmo amizades.

O sucesso do aplicativo foi tanto que, neste ano, foi lançada uma versão paga dele com benefícios como curtidas ilimitadas e a possibilidade de rever perfis que já foram passados. Mas, apesar de o Tinder ter "revolucionado" a paquera virtual, outras ferramentas já faziam isso há um tempo, como o Badoo — que em 2013 chegou a ser a terceira rede social mais acessada no Brasil. O site se assimila com diversas outras redes sociais de encontros, como o Par Perfeito e o Ashley Madison.

Apps de paquera

Mas, além de sites de relacionamento, diversos apps utilizando a mesma lógica também apareceram nos últimos tempos, inclusive um deles feito por ex-funcionários do Tinder. Confira abaixo outros dez aplicativos* com características únicas para quem procura um caso (ou até um amor) ao alcance dos dedos:

*as imagens são das versões para iOS

1. Happn

App Happn

A tela inicial do Happn mostra o perfil das pessoas que você cruzou, o horário e quantas vezes vocês se encontram (Imagem: Captura de tela)

Apesar de levar a mesma proposta de se conhecer pessoas novas, o Happn tem um grande diferencial em relação ao Tinder: seu principal mecanismo de busca baseia-se na geolocalização do usuário, e não em amigos ou interesses em comum.

Desta forma, utilizando o serviço de localização do smartphone, o aplicativo mapeia as regiões por onde o usuário passa, mostrando uma lista de pessoas com quem ele cruzou nestes lugares. Desta forma, aquela troca de olhares na rua ou no metrô não precisa acabar virando um amor platônico.

Uma lista com as pessoas que cruzaram o caminho é atualizada a cada vez que se abre o aplicativo, e a partir daí o mecanismo é o mesmo: se dois usuários se curtirem, um chat é aberto para que possam conversar entre si. Para facilitar as coisas, os usuários ainda podem enviar "charmes" para seus pretendentes (de maneira similar ao botão "Cutucar" do Facebook), chamando a atenção de quem estiver interessado. O aplicativo está disponível para iOS e Android.

2. Kickoff

App Kickoff

Buscando relacionamentos mais duráveis, o Kickoff mostra apenas conexões de segundo e terceiro grau. Porém, o app limita os matches, mostrando apenas 10 potenciais por dia (Imagem: Captura de tela)

O Kickoff se define como o "Tinder para namoro sério". Utilizando os dados do Facebook, o aplicativo busca contatos em comum e apresenta dez perfis por dia para que o usuário avalie, abrindo uma conversa quando o interesse é mútuo. Por fazer uma pré-seleção dos contatos em comum entre os usuários, o aplicativo mira relações mais sérias do que apenas um encontro casual. De acordo com a empresa, a chance de uma pessoa que o usuário der "sim" se tornar um match é cerca de sete vezes maior do que no Tinder.

E a fórmula do aplicativo tem feito sucesso: neste mês ele chegou ao Rio de Janeiro e a meta é chegar a todas as cidades brasileiras até o fim de 2015. Por enquanto o aplicativo é gratuito, mas a tendência é que com o tempo ele adote um formato freemium, assim como o Tinder. O Kickoff está disponível para iOS e Android.

3. OkCupid

App OkCupid

Para achar os melhores potenciais de encontro, o OkCupid conta com perguntas simples para avaliar a personlidade dos usuários (Imagem: Captura de tela)

De maneira similar ao Kickoff, o objetivo do OkCupid é encontrar pessoas que tenham o máximo possível de interesses em comum. Mas a triagem é feita de maneira diferente: ao invés dos contatos do Facebook, o aplicativo sugere diversas perguntas para encontrar a convergência entre os usuários. Desta forma, fica mais fácil encontrar aquela pessoa não-fumante, amante de gatos e viciada em games que você tanto procura.

As perguntas são variadas, passando por hábitos e gostos e até visões políticas. A partir das respostas, o aplicativo dá uma margem percentual do quanto os usuários combinam, ou do quanto são "inimigos". O OkCupid ainda mostra quem visitou seu perfil, permitindo uma aproximação dos seus supostos interesses. Por outro lado, por se pautar principalmente pelas respostas dos usuários e não pela distância, aquele match que você tanto esperou às vezes pode estar em outra cidade ou até outro continente. O aplicativo está disponível para iOS e Android, e também conta com uma versão web.

4. Down

App Down

Além de mostrar potenciais paqueras, o app Down também sugere artigos sobre sexo e amor (Imagem: Captura de tela)

Sucessor do polêmico "Bang with friends" — aplicativo para Facebook que funcionava com a mesma dinâmica que o Tinder, mas com um teor mais sexual —, o Down utiliza sua base de contatos para sugerir amigos e conhecidos como potenciais encontros.

Diferentemente do seu antecessor, o Down também sugere outras pessoas que não estão na sua lista do Facebook, e permite que você mande mensagens secretas para seus contatos de telefone. Ao mandar, a pessoa é convidada a se juntar ao aplicativo, e só descobre quem mandou ao instalá-lo e fazer o cadastro. Além de facilitar a paquera, o app ainda oferece artigos e notícias sobre amor e sexo. Disponível na App Store e no Google Play.

5. Grindr

App Grindr

Voltado para homens homossexuais, o Grindr tem a vantagem de mostrar quem está online no momento em que o usuário entra (Imagem:Captura de tela)

A versão do Tinder para homens homossexuais. A interface é semelhante à do Happn, com diversos pretendentes na página inicial, e é possível filtrá-los em categorias como "pai", "discreto" e "geek". Também é possível determinar características como idade, peso, altura, tipos de corpo e status de relacionamento.

Mas, diferentemente do Tinder, o usuário não precisa esperar que a outra pessoa o favorite para abrir um chat: é possível começar uma conversa a partir da própria tela inicial do aplicativo, assim como criar uma lista de seus contatos favoritos. O aplicativo ainda conta com uma facilidade: os usuários que estiverem online aparecem na parte superior da tela, facilitando a comunicação.

O Grindr é gratuito, mas também é possível fazer um upgrade para uma versão paga sem anúncios que conta com recursos como maior número de homens mostrados e mais filtros. Disponível para iOS e Android.

6. Wapa

App Wapa

No Wapa, mulheres homossexuais podem marcar encontros e saber a distância de outras usuárias (Imagem: Captura de tela)

Se o Grindr é o Tinder para gays, o Wapa é versão do aplicativo para mulheres. Com um nome que faz uma brincadeira com a palavra "guapa" (bonita, em espanhol), o aplicativo é bastante similar ao Grindr, principalmente na interface — diversas pretendentes são mostradas na página inicial, com foto e distância.

Ao abrir um perfil, é possível saber se a usuária está online e começar uma conversa imediatamente, sem a necessidade de um "match". O aplicativo também permite que você saiba quem visualizou seu perfil e até conta com modo "não perturbe" — que desativa as notificações e oculta seu perfil da rede principal.

Buscando ser um lugar seguro para mulheres que procuram conhecer outras mulheres, o aplicativo conta com algumas regras para evitar a criação de fakes, como a necessidade de fotos próprias sem conotação sexual e cuidados com o vocabulário. Pode ser encontrado na App Store e no Google Play.

7. 3nder

App 3nder

No 3nder, casais e solteiros podem procurar por interessados em um menáge à trois (Imagem: Captura de tela)

Para casais (ou não) que queiram apimentar sua relação: como o próprio nome já sugere, o 3nder é um Tinder para três. Podem se inscrever casais hetero, bi ou homossexuais, e também interessados que queiram encontrar companhia para um menáge à trois.

Na hora do cadastro, o aplicativo permite que você crie um perfil individual ou de casal, especificando seus interesses, o que procura no app e sua orientação sexual. Os perfis de casais funcionam como um perfil único e, apesar de envolver três pessoas, os "matches" são sempre entre dois perfis.

Fazendo um upgrade para a versão paga — por US$ 2,99 por mês — o aplicativo permite que você veja quem gostou de você e disponibiliza um número maior de matches. Disponível apenas para iOS.

8. Anomo

App Anomo

Indo na contramão de outros apps que expõem demais o usuário, o Anomo conta com avatares e permite que as pessoas conversem a partir de fóruns (Imagem: Captura de tela)

Apesar de aparecer como uma alternativa, o Anomo bem que pode ser definido como o "Anti-Tinder". Utilizando avatares, o app garante a privacidade dos usuários, e as únicas informações que aparecem são o nome de usuário, a idade e sua localização.

O Anomo ainda utiliza jogos de compatibilidade para quebrar o gelo e incentivar as pessoas a se conhecerem, com perguntas variadas e divertidas respondidas por um grupo de usuários. Desta forma, é possível começar conversas a partir das respostas mais interessantes para cada um.

O app também conta com uma espécie de fórum onde é possível fazer postagens públicas para os outros usuários do aplicativo. O espaço é dividido em diversos temas — como cidades, notícias e até paquera — e os usuários podem interagir entre si sem perder a privacidade. As fotos e outras informações podem ser enviadas depois, quando a pessoa se sentir mais confortável para isso. O Anomo está disponível na App Store e no Google Play.

9. WeChat

App WeChat

O WeChat funciona de maneira similar a aplicativos como o Whatsapp e o Viber, porém ele permite conhecer outras pessoas que estejam perto do usuário (Imagem: Captura de tela)

O WeChat é quase uma mistura de diversos aplicativos. Importando os contatos do telefone, é possível utilizá-lo como se fosse o Whatsapp ou o Viber, mandando mensagens de texto e de voz e até fazendo chamadas grátis. Também é possível subir fotos (ou "momentos"), num estilo muito parecido com o Instagram, mas a funcionalidade que se destaca (e o coloca nessa lista) é o recurso "Olhar ao redor".

Clicando nele, o usuário recebe uma lista de diversas pessoas que utilizem o app e estejam próximas, podendo definir se quer ver apenas homens ou mulheres, ou ambos. A partir daí, é possível mandar uma saudação que, se aceita, permite que seja aberto um chat e a pessoa seja adicionada aos seus contatos.

O app é um dos mais democráticos e está disponível não só para iOS e Android, mas também para Blackberry e Windows Phone, além de contar com uma versão web e para desktops Mac.

10. NowMe

App NowMe

Produto nacional, o NowMe permite ver a proporção de mulheres e homens em determinados lugares, assim como bater papo com quem estiver por perto (Imagem: Captura de tela)

Para terminar a lista, um aplicativo brasileiro. Apesar de ter uma proposta e uma interface semelhante ao Tinder, o NowMe se diferencia dele em pelo menos uma questão: ele restringe o seu alcance a 500 metros de raio. Desta maneira, somente pessoas que estiverem a menos de um quilômetro de distância serão vistas no aplicativo, que é ideal para paquerar em baladas, bares, festas e lugares fechados.

Criando sua conta a partir dos dados do Facebook, o usuário pode, ao logar, fazer check-in onde está e entrar em uma sala de bate-papo exclusiva para quem se localiza no mesmo local. Na sala, é possível postar mensagens públicas para quem estiver participando ou dar um like em quem gostaria de falar de maneira privada.

Os lugares mais badalados aparecem em uma lista chamada "Quentes", que mostra a proporção entre homens e mulheres no local e também a sua distância em relação ao usuário. O NowMe está disponível para iOS e Android.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.