App antiterrorismo levou 3 horas para avisar sobre ataque na França

Por Redação | 15 de Julho de 2016 às 12h40
photo_camera Reprodução/YouTube

Um aplicativo lançado recentemente pelo governo francês para alertar incidentes de terror está sendo duramente criticado nas redes sociais depois que ele demorou quase três horas para confirmar o ataque terrorista em Nice, no qual o um homem jogou seu caminhão em uma multidão que comemorava o feriado do Dia da Bastilha, deixando ao menos 84 mortos.

O chamado SAIP (Sistema de Alerta e de Informação para a População) havia sido lançado em junho, pouco antes de começar a Euro 2016, o torneio continental de futebol entre seleções, no qual Portugal saiu vencedor. A promessa do governo francês era de que avisos de terrorismo seriam dados 15 minutos depois de acontecido.

Usuários que baixaram o aplicativo, que tem versões de para iOS e Android, publicaram imagens do alerta sendo dado depois da 1h30 desta madrugada no horário local. David Perrotin, jornalista do BuzzFeed francês, colocou no Twitter uma foto do aplicativo com o aviso sendo dado a 1h34. Por outro lado, o Safety Check do Facebook, que é ativado em casos de tragédias para que as pessoas indiquem que estão salvas, foi ativado por tempo depois do incidente.

De acordo com especialistas ouvidos pelo jornal Libération, o atraso pode ter sido causado pelo congestionamento da rede de celular depois do ataque. O aplicativo usa esses meios para transmitir o alerta. Outra fonte cita que o SAIP teve um problema técnico na noite do trágico acontecimento. Por enquanto, o Ministério do Interior da França, responsável pelo app, não se manifestou sobre o mal funcionamento do aplicativo.

Com informações do The Verge.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.