Airbnb lança programa para que voluntários recebam refugiados; participe

Por Redação | 08.06.2017 às 17:26
photo_camera Divulgação

Depois do anúncio do presidente norte-americano, Donald Trump, sobre seu posicionamento em relação aos refugiados, a Airbnb resolveu se mexer. O CEO da companhia, Brian Chesky, disse que o objetivo da empresa é oferecer habitação para 100 mil refugiados ao longo dos próximos cinco anos. Pensando nisso, a Airbnb anunciou um programa oficial projetado especialmente para quem precisa de abrigo em caráter de urgência.

A ideia do projeto, batizado como Open Homes, teve início depois do furacão Sandy em 2012. Um host da Airbnb em Nova York queria oferecer salas em sua casa gratuitamente, e desde então começou uma maratona para transformar a ideia uma realidade. Agora, graças à coordenação e às parcerias com organizações sem fins lucrativos, o programa, finalmente, está sendo colocado em prática oficialmente.

Segundo a Airbnb, qualquer pessoa pode se inscrever para o Open Homes: basta ter um quarto livre na casa. Além disso, o voluntário não precisa ser um host comum, já que o programa está tentando abrigar, especificamente, vítimas de desastres naturais e também refugiados. Se você estiver disposto a oferecer alojamento gratuito a alguém, mesmo que seja por uma ou duas noites, a Airbnb está encorajando a sua inscrição.

"No passado, a equipe da Airbnb trabalhou diretamente com organizações de ajuda para unir refugiados com hospedeiros que ofereceram suas casas", explicou a companhia. Mas, para a Airbnb, esse processo acabou não sendo prático. "Nossa nova plataforma permite que organizações de ajuda humanitária conectem pessoas que precisam de abrigo com hospedeiros voluntários, o que significa que o processo será mais rápido", completou.

Para receber quem precisa de hospedagem, os participantes interessados podem especificar por quantos dias e quantas pessoas estão dispostos a hospedar. A partir da inscrição, o interessado passará por avaliação, como o Comitê Internacional de Resgate. Até o momento, mais de 6 mil pessoas em todo o mundo se inscreveram para abrir suas casas. Quer participar? Clique aqui e confira os detalhes!

Via DailyDot