Usuários estão cada vez mais impacientes com performance de aplicativos

Por Redação | 13 de Junho de 2014 às 14h27

O que você faz quando está tentando usar um aplicativo e ele demora carregar ou executar suas funções? Continua tentando, desiste por ora ou deleta a aplicação? Se você for como a maioria das pessoas, é provável que vá desistir e desinstalar o aplicativo.

Um estudo conjunto realizado pela AppDynamics e pela Universidade de Londres divulgado nessa quinta-feira (12) mostra que as pessoas estão cada vez mais impacientes com o desempenho de aplicativos. Quase 90% dos entrevistados disseram que pararam de usar um aplicativo por causa do mau desempenho. E 74% da geração mais jovem, com idades entre 18 e 24 anos, disse ter eliminado até cinco aplicativos por mau funcionamento.

Os usuários reagem com muita frustração ao tentarem executar uma tarefa e o aplicativo ou o site em questão serem lentos demais para responder aos comandos, disse Chris Brauer, diretor do IMS (Institute of Management Studies) da Universidade de Londres. Brauer disse ainda que os desenvolvedores devem estar atentos a isso e se adaptarem às exigências do mercado.

Um relatório da agência Flurry divulgado em janeiro deste ano concluiu que o uso global de aplicativos móveis subiu 115% em 2013. Outro relatório recente da Kleiner Perkins destacou que os aplicativos móveis são responsáveis por 25% de todo o tráfego na Internet, com 1,6 bilhão de usuários em todo o mundo. E a estimativa é de que esses números continuem crescendo exponencialmente.

De acordo com a AppDynamics, os desenvolvedores de aplicativos terão que despender atenção redobrada à estabilidade de suas aplicações se quiserem conquistar o público. Não basta ter uma interface atrativa, o app tem que funcionar direito. O estudo mostra que 65% dos entrevistados disseram que suas maiores expectativas dizem respeito ao desempenho do aplicativo.

"As empresas devem proporcionar uma experiência confiável e consistente [...] mesmo sob as condições mais exigentes", disse o fundador e CEO da AppDynamics, Jyoti Bansal, em um comunicado. A chave para isso, segundo Bansal, é ter uma aplicação que antecipe os problemas e proponha uma solução rápida.

A AppDynamics entrevistou 2 mil pessoas nos EUA e no Reino Unido entre 3 e 5 de junho para concluir o relatório. As informações são do Cnet.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.