Usuários do Tinder são alvos de bots e malwares

Por Redação | 03.04.2014 às 14:54
photo_camera Divulgação

O Tinder continua em alta entre os adeptos da paquera virtual, mas é preciso ficar atento ao utilizar o aplicativo. A empresa de segurança online BitDefender emitiu um alerta dizendo que o serviço foi invadido por bots.

A verdade é que no Tinder, assim como na vida, nem tudo que reluz é ouro. Perfis de scammers são ilustrados com fotos de pessoas atraentes – muitas vezes encontradas em outros sites – e uma vez que o usuário decide iniciar uma conversa via mensagens instantâneas no app, vira presa fácil.

Muitos desses perfis são bots que visam apenas promover um jogo para smartphones chamado "Clash Castle". A conversa é bem padronizada e começa com algo simples: o bot diz "Hello" e pergunta o que o usuário está fazendo naquele momento. Logo em seguida, ele diz à vítima que está relaxando e jogando um game em seu smartphone, o tal Castle Clash.

Spammer Tinder

Imagem: Reprodução / Reddit

O chat é finalizado com um convite para conhecer o jogo, acompanhado de um link malicioso para uma página falsa no domínio "Tinderverified.com" e uma oferta atraente: caso aceite jogar uma partida, o usuário pode conseguir o telefone do paquera.

"O nome da URL dá a impressão de se tratar de uma página oficial do app de namoro e, para dar legitimidade extra, os golpistas também o registraram em um respeitável domínio .com", disse Catalin Cosoi, estrategista chefe de segurança da BitDefender, ao site do The Guardian. Usuários dos Estados Unidos relatam que, ao clicar no link, são redirecionados para pesquisas e outros tipos de scammers.

Vale lembrar que o Tinder já foi centro de outros debates acerca da segurança online. Recentemente, pesquisadores de segurança revelaram uma falha no app que podia entregar a localização quase exata dos usuários a terceiros.