Um dos museus mais importantes do mundo agora coleciona aplicativos

Por Redação | 11 de Setembro de 2013 às 08h41

Um dos mais importantes museus do mundo, o Smithsonian decidiu adicionar um aplicativo para iPad na sua prestigiada coleção de arte, com fins de preservação do belo design do programa. A decisão sinaliza uma mudança importante na visão dos museus e do mundo alta arte sobre obras digitais, artísticas ou não.

Por meio da sua divisão Cooper-Hewitt, que comanda o Museu Nacional do Design em Nova York, o grupo de curadores do Smithsonian decidiu arquivar o aplicativo Planetary, primeiro escolhido de acordo com as novas diretrizes de preservação de produtos digitais. O programa transforma seus arquivos de música e cria uma visualização baseada no espaço sideral, com cada estrela representando um artista diferente e cada planeta um álbum.

De acordo com Sebastian Chan, diretor do museu, a aquisição se deu principalmente por conta do desenho inovador do aplicativo e por uma vontade, por parte da instituição, de valorizar mais as obras que nasceram na era digital e que cada vez mais definem nossa cultura. "Poderíamos estar satisfeitos em ser um museu de história da arte, poderíamos ficar focados no tangível, mas decidimos ampliar o nosso espectro”, disse.

E a decisão vai muito além de simplesmente disponibilizar ao público um iPad rodando o Planetary. “Adquirimos o código fonte do Planetary, assim como todas as modificações feitas pelos desenvolvedores e outros detalhes. Isso nos dará a oportunidade de mostrar aos visitantes como o app foi feito e todos os meandros do processo de criação”, explica o curador.

Bem legal, né? Mais detalhes sobre a aquisição podem ser encontrados aqui.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.