Uber atualiza medidas de segurança para proteger motoristas e passageiros

Por Redação | 27 de Março de 2015 às 07h47

A startup Uber tem implementado uma série de medidas para tentar reforçar a segurança dos passageiros e dos motoristas que utilizam o seu serviço. O movimento da empresa se baseia nos relatos de agressões que ocorreram durante as corridas contratadas por meio do aplicativo.

Em uma mensagem postada no blog da empresa nesta quarta-feira (25), o chefe de segurança global do Uber, Phil Cardenas, anunciou que está "empenhado em garantir que o Uber é a maneira mais segura de se locomover em uma cidade". Para sustentar seu comentário, o executivo citou as últimas atualizações de segurança adotadas no aplicativo.

A primeira delas é um novo código de conduta que detalha como passageiros e motoristas devem utilizar o serviço na tentativa de aumentar a segurança de todos os usuários da plataforma e fornecer orientações claras sobre o comportamento apropriado durante as corridas. "Qualquer comportamento que gere riscos aos motoristas e passageiros não terá lugar na comunidade Uber”.

Outra medida anunciada foi a criação de um conselho consultivo de segurança global para rever práticas de segurança no aplicativo de maneira contínua e, quando necessário, sugerir mudanças. "Vamos incorporar continuamente as suas recomendações e orientações em nosso roteiro de segurança", disse Phil.

Para responder rapidamente a incidentes de segurança relacionados ao serviço, a empresa criou equipes especialmente treinadas que ficarão de plantão em diversos cantos do mundo 24 horas por dia, sete dias por semana. Elas estarão disponíveis para resolver problemas rapidamente em momentos considerados críticos. Além disso, todas as corridas do Uber são rastreadas via GPS, o que permite que a empresa tenha uma localização precisa para acionar policiais ou outro tipo de auxílio que for necessário durante o uso da plataforma – pelo menos é isso que a empresa alega.

Atualmente, o Uber já conta com mais de um milhão de viagens realizadas por dia em 295 cidades de 55 países. A empresa também diz que está aberta a novas ideias que possam ajudar a melhorar a segurança de quem usa o aplicativo e pede que as mensagens com sugestões sejam enviadas para o e-mail safety@uber.com.

Via Uber

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!