Snapchat diz ter criado método para bloquear apps terceiros e proteger usuários

Por Redação | 03 de Abril de 2015 às 10h59

Em outubro do ano passado, o Snapchat recebeu atenção de todo o mundo depois que um aplicativo de terceiro apresentou uma falha de segurança e permitiu que hackers tivessem acesso a milhões de dados de usuários do aplicativo. Desde então, a empresa tem tomado atitudes enérgicas para evitar que aplicativos de terceiros tenham acesso ao seu conteúdo.

Recentemente, todos os usuários do Windows Phone ficaram sem acesso ao serviço, já que não existe versão oficial do app para o sistema e a empresa pediu à Microsoft que retirasse de sua loja virtual todos os aplicativos de terceiros do Snapchat. O mesmo pedido foi feito à Apple e ao Google.

Ainda que em outubro os hackers não tenham atacado os servidores do Snapchat, as informações postadas por aplicativos de terceiros ficaram totalmente disponíveis aos cibercriminosos, que acabaram as divulgando na internet.

Para dar um fim a esta novela, nesta semana o Snapchat afirmou que encontrou uma maneira de bloquear de forma confiável todos os aplicativos de terceiros que possam acessar os dados do serviço de mensagens efêmeras. Ao fazer isso, a startup espera reduzir as chances de novos incidentes que coloquem a sua reputação e segurança em xeque mais uma vez, ao mesmo tempo em que melhora a segurança dos usuários.

Decisões como esta fazem parte de uma estratégia contínua que o Snapchat está adotando a fim de se tornar uma empresa mais séria e responsável, o que certamente pode auxiliar no crescimento comercial e na aquisição de mais anunciantes e investidores. A companhia sediada em Los Angeles vem passando por um momento de rápida expansão não apenas no número de usuários, mas também na quantidade de funcionários e funcionalidades para o app.

O anúncio do movimento, inclusive, coincide com a exigência para que o Snapchat detalhes quantos pedidos de informações dos usuários foram feitos pelos governos mundiais às empresas de tecnologia, além de pedidos de remoção de conteúdo que violam a lei de direitos autorais.

Em uma prévia do relatório de julho, a empresa revelou que recebeu 375 pedidos de informações do governo dos Estados Unidos relacionado a 666 contas entre o período de 1º de novembro de 2014 a 28 de fevereiro de 2015.

Via Digital Trends

Fonte: http://www.digitaltrends.com/social-media/snapchat-blocks-access-to-all-third-party-apps-in-bid-to-improve-security/

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.