Polêmico, app mensageiro instantâneo Yo é hackeado

Por Redação | 20.06.2014 às 15:38
photo_camera Reprodução

O polêmico aplicativo de comunicação instantânea Yo foi hackeado nesta sexta-feira (20). O ataque ao app que arrecadou mais de US$ 1 milhão em investimentos e que cujo objetivo é simplesmente enviar "Yo" para seus amigos foi confirmado por seu criador, Or Arbel, ao Mashable.

Nas palavras de Arbel "alguns caras tentaram hackear" o app na madrugada de hoje e conseguiram "causar algum estrago". Apesar disso, o criador disse já estar trabalhando em uma solução para o caso.

"Estamos trabalhando nos problemas de segurança que chamaram a nossa atenção. Queremos que vocês saibam que estamos levando isso muito a sério"

Ao que tudo indica, o ataque foi desferido por um grupo de estudantes universitários que enviou um e-mail ao TechCrunch. Na mensagem, eles dizem ser os autores da façanha e que conseguiram extrair os números de telefone dos usuários do serviço, bem como enviar "Yo" para qualquer um deles.

Ainda ao Mashable, o criador do app disse já ter entrado em contato com os estudantes e que eles aceitaram colaborar na resolução dos problemas.

Curioso, o aplicativo foi lançado em abril deste ano, mas só agora ganhou a atenção dos usuários do iPhone e Android. Or Arbel conseguiu angariar US$ 1 milhão em investimentos e o desenvolveu em apenas 8 horas. A ideia, segundo o criador, é competir com o WhatsApp e outras opções de mensageiros instantâneos. A proposta é ambiciosa e é executada de uma forma completamente inusitada: o app só permite o envio de uma única mensagem para os amigos - "Yo".

Tamanho investimento em um app tão simples despertou a preocupação de alguns especialistas, que passaram a vê-lo como o primeiro sinal de uma possível nova bolha da Internet. Apesar das críticas, Arbel diz que o Yo "é um aplicativo sério".