Executivo do WhatsApp nega venda do app para o Google

Por Redação | 09 de Abril de 2013 às 13h36

Rumores acerca de uma possível negociação entre o Google e o WhatsApp se espalharam pela web esta semana, mas um executivo da empresa de mensagens instantâneas se manifestou negando a venda para o gigante das buscas.

Quem fez a declaração desmentindo a possível venda do serviço para o Google foi Neeraj Arora, diretor de desenvolvimento do WhatsApp. Mas essa foi a única abordagem sobre o assunto que ele fez ao AllThingsD, já que Neeraj se recusou a fazer mais comentários a respeito do rumor.

A especulação a respeito da aquisição surgiu quando "fontes ligadas à empresa" disseram ao site Digital Trends que as conversas já estavam em estágio de negociação de valores, e a compra estava estimada em cerca de US$ 1 bilhão (R$ 2 bilhões).

No final do ano passado, supostas fontes ligadas ao Facebook também disseram que a rede social de Mark Zuckerberg estaria interessada em comprar o famoso aplicativo de mensagens. Na época, a empresa também desmentiu a transação e disse que os relatórios divulgados pela tal fonte "não eram precisos".

Fato é que o WhatsApp é um dos aplicativos móveis mais populares em todo o mundo, e isso tem chamado a atenção de grandes empresas. Para ter uma ideia do poder do app, apenas em 2012 o WhatsApp causou um prejuízo de cerca de 18 bilhões de euros para as operadoras de telefonia, afinal ele tem substituído seus serviços de SMS.

Além disso, no começo deste ano, o WhatsApp registrou um recorde de envio de mensagens através do seu sistema. Ao todo foram 18 milhões de mensagens enviadas ao redor do mundo durante a noite de Ano Novo, o equivalente a três mensagens por pessoa. Não é a toa que ele está na mira de gigantes da tecnologia.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.