Criminosos estão usando recurso de mensagem lida do WhatsApp para aplicar golpes

Por Redação | 14.11.2014 às 15:48

A mais recente atualização do aplicativo de mensagens WhatsApp está sendo um chamariz para os cibercriminosos. O novo recurso mostra o tique duplo na cor azul, revelando que a pessoa leu a mensagem, o que causou um certo pânico em muita gente. Apavorados, os usuários logo partiram em busca da desativação da função e acabaram caindo nas garras dos malfeitores digitais.

Quem fez a revelação foi a empresa de segurança ESET, que revelou que o crime mais comum tem a intenção de obter dinheiro e não dados pessoais. Ao acessar um link que promete desativar a novidade, os incautos são levados a uma página que pede pelo número do celular para efetuar o envio um código de confirmação e, com ele, é feito o download do que seria a desativação.

O problema é que quando a pessoa insere o seu número na página, acaba ignorando e deixando de ler as condições de serviço, autorizando uma cobrança de US$1,80, ou aproximadamente R$4,70 por mensagem recebida. O usuário pode receber até 25 mensagens por mês, gerando um prejuízo de mais de R$ 100.

Camilo Di Jorge, diretor geral da ESET Brasil, afirma que ainda não há registro do ataque no Brasil, mas que ele vem acontecendo em diferentes países da América Latina. Por isso, é bastante importante que as pessoas fiquem atentas aos links que receberem, pois a opção de desativação do recurso ainda não está disponível para todos os usuários.