Com mais desenvolvedores e apps, Google Play cresce mais que App Store em 2014

Por Redação | 14.01.2015 às 12:05

Se em 2014 os smartphones dominaram as vendas de eletrônicos em vários países, este ano a situação não será muito diferente. Parte desse sucesso se deve aos aplicativos disponíveis em lojas como a App Store e a Google Play, que oferecem milhões de ferramentas para os usuários baixarem em seus aparelhos. E pela primeira vez na história, no ano passado a plataforma do Android ultrapassou o mercado da loja da Apple no que diz respeito ao número de novos apps.

Esse é o resultado de um estudo divulgado pela appFigures. De acordo com o relatório, a Google Play hoje tem mais de 1,43 milhão de aplicativos disponíveis, enquanto a App Store possui 1,21 milhão. Além disso, a comunidade de desenvolvedores da loja do software do Google também superou a Apple pelo terceiro ano consecutivo. Ao todo, são 388 mil profissionais que criam novos programas e apps para a loja do robô verde, contra 282 mil que desenvolvem aplicativos para o sistema operacional da Maçã.

Em terceiro lugar no ranking da appFigures está a loja da Amazon, muito atrás de suas duas concorrentes. Segundo a pesquisa, a empresa de Jeff Bezos oferece 293 mil apps. Apesar de estar distante do Google e da Apple, o estudo indica que a Amazon App Store foi a que mais ampliou seu catálogo de ferramentas em 2014, um aumento de 90%. Hoje, a companhia tem 48 mil desenvolvedores trabalhando em novidades para a loja da gigante do varejo.

appFigures

Google Play cresceu mais que a App Store em 2014 no número de aplicativos disponíveis. (Foto: appFigures)

Outros dados levantados pelo relatório mostram quais são as categorias de apps mais buscadas e baixadas pelos usuários. No caso do iOS, no topo da lista aparece a seção "business", que engloba serviços voltados para a área de negócios, nuvem e ferramentas corporativas. Em seguida aparecem as divisões "comida e bebida", "estilo de vida", "redes sociais" e "catálogos". Já na Google Play, a categoria mais popular é a de "games", seguida por "fotografia", "música", "business" e "entretenimento".

O estudo mostra que o desenvolvimento de aplicativos está em ascensão e que esse mercado não deve recuar agora em 2015. Só no ano passado, as lojas de apps da Apple, Google e Amazon cresceram pelo menos 50% em comparação com o ano anterior.