Bumble, o app de paquera criado por ex-funcionários do Tinder

Por Redação | 24.11.2014 às 16:26
photo_camera TechCrunch

Se você acompanha notícias relacionadas a aplicativos para smartphones, certamente já deve ter ouvido falar do Tinder. O software tem uma função bastante simples: através do seu perfil no Facebook, ele identifica pessoas que estão perto de você e disponíveis para um encontro. É possível saber os interesses e amigos em comum, assim como visualizar algumas fotografias do outro usuário.

Mas o Tinder que se cuide, pois um novo concorrente está surgindo, e por ninguém menos que uma das antigas funcionárias do próprio Tinder, chamada Whitney Wolfe – ela processou a sua antiga empresa por discriminação sexual e assédio. Para o projeto, ela chamou outros dois colegas (também ex-funcionários do Tinder), Chris Gulczynski e Sarah Mick, que deram origem ao Bumble.

De acordo com o site TechCrunch, a novidade já possui um perfil oficial no Facebook. A interface é um tanto quanto parecida com a do Tinder, mostrando a fotografia da outra pessoa, seu nome, idade e um resumo de quem ela é. Contudo, a maior diferença é a intenção é a de promover um espaço de respeito “em que você nunca receberá comentários indesejados”. Além disso, o aplicativo mostra mais informações do seu futuro encontro, como formação acadêmica e até mesmo cargo ocupado em uma empresa.

Para quem quiser acompanhar mais novidades do Bumble, também há a possibilidade acessar o perfil recém-feito no Instagram. Apesar de todas essas informações, algumas dúvidas que ficam no ar. Uma delas é o fato de que a Moxco Limited, companhia fundada pelos três sócios, não divulgou quanto arrecadou de fundos, mas os responsáveis publicaram fotos em um jato particular. Sendo assim, pode ser que o aplicativo tenha um futuro de sucesso pela frente, assim como a Moxco talvez tenha outros projetos em andamento.

O Bumble deve chegar ao mercado no primeiro dia de dezembro.