Arábia Saudita pode bloquear o WhatsApp no país nas próximas semanas

Por Redação | 17 de Junho de 2013 às 12h11

A Arábia Saudita planeja bloquear o WhatsApp no país dentro das próximas semanas, caso os criadores do aplicativo de bate-papo não cumpram algumas recomendações locais. O aviso surge depois da Comissão de Comunicações e Tecnologia da Informação (CITC) ter bloqueado o Viber, aplicativo de mensagens de voz, na última semana.

"Estamos em contato com o WhatsApp e outras plataformas de comunicação semelhantes para levá-los a cooperar e obedecer os provedores de telecomunicações sauditas, porém, esta comunicação ainda não resultou em nada", explicou Abdullah Al-Darrab, do CITC, ao Arab News. Uma das regras prevê que o WhatsApp estabeleça um servidor local que permita aos funcionários monitorar as atividades dos usuários.

"Demos uma semana para cumprirem [as normas] e temos tentado comunicação com eles desde março sem sucesso", disse Al-Darrab. "Portanto, isso nos deixou sem escolhas, a não ser bloquear esses serviços, começando com o Viber."

O governo da Arábia Saudita já reprimiu aplicativos de mensagens antes, proibindo temporariamente os serviços do BlackBerry Messenger em meados de 2010 após, supostamente, não ter respeitado os requisitos regulamentares do país. O governo saudita se queixou no momento em que a criptografia utilizada na rede do BlackBerry impediu o governo de monitorar os canais de comunicação, algo que ele alegava ser uma ameaça para a segurança nacional.

Em março deste ano, as autoridades sauditas ameaçaram bloquear os serviços de bate-papo de internet mais populares caso não cumprissem as regulamentações locais, entre eles o Skype, WhatsApp e Viber.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.