App bizarro evita que islandeses façam sexo com seus próprios parentes

Por Redação | 18 de Abril de 2013 às 10h00

E se nós disséssemos a você que na Islândia todo mundo é parente da Björk? Bom, isso não está tão longe de ser verdade. Afinal, em um país com 320 mil habitantes – o equivalente à quantidade de moradores de Vitória, no Espírito Santo -, é mais difícil distanciar os laços familiares.

Mas então um islandês pode ir a um bar e acabar se envolvendo com uma menina que, de alguma forma, é uma prima próxima? Segundo o News of Iceland, a partir de um questionamento assim, três rapazes, estudantes de ciência da computação na Universidade da Islândia, tiveram a ideia de criar um app para responder a essa pergunta. O "Islendingabók" ("Livro dos islandeses"), é capaz de realizar buscas em um banco de dados que contém uma árvore genealógica com mais de 1.200 anos – o suficiente para saber o quão próxima da sua família é a menina que você está paquerando.

“O app contém um alarme anti-incesto”, brincou Arnar Freyr Adalsteinsson, um dos criadores do aplicativo. “Quanto você encosta [um aparelho no outro], ele mostra os seus ancestrais comuns. Se você encosta em alguém que é próximo demais, um alarme soa e você recebe uma mensagem na tela”, explicou ele à Businessweek.

Para usar o app, a pessoa só precisa ter um número de seguro social islandês, que vai identificá-la na árvore genealógica. Uma forma curiosa de filtrar a paquera, hein?

Islendingabók, app islandês anti-incesto

Fonte: Reprodução/YouTube

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.