Quais as vantagens de um anti-vírus baseado na nuvem?

Por Pedro Cipoli
Antivirus baseado na nuvem - 04

Vez ou outra navegamos em algum site que oferece algum link para remover os possíveis vírus e malwares que estejam instalados no PC. Será que dá para confiar neles? Afinal, não temos aquela segurança de ter um programa no computador cuja tarefa é especificamente essa, seja uma solução paga ou gratuita, fora que existem tantos links enganosos na internet que ficamos com a pulga atrás da orelha de que aquele click possa representar alguma praga...

A princípio, os anti-vírus na nuvem são soluções simples e de boa qualidade, mas com ressalvas. Só são ferramentas úteis quando funcionam lado a lado com os programas no computador, pois procuram arquivos maliciosos específicos, mas de forma superficial, e não foram desenvolvidas para substituir os anti-vírus clássicos, mas sim complementar a sua funcionalidade. De qualquer forma, é importante tomar cuidado com o site que está oferecendo o link. Um bom exemplo é o site de download do Adobe Flash Player, que é acima de qualquer suspeita:

Antivirus baseado na nuvem - 01

Por se tratar de um site oficial, temos uma enorme garantia de que o link não é um malware. O funcionamento é bastante simples: com o download de um arquivo bastante pequeno (menos de 1 MB), será feita uma varredura rápida no disco rígido em busca de arquivos maliciosos e o sistema automaticamente tomará providências se encontrar algum problema, seja deletando-o ou colocando-o sob quarentena, sendo uma proteção adicional ao antivírus da máquina.

Outra solução que está se tornando cada vez mais popular são antivírus completos que utilizam computação em nuvem para funcionar. São diferentes programas clássicos que não funcionam em background, mas entram em operação toda vez que abrimos um arquivo, método conhecido como proteção on-access. Essa abordagem é motivo de bastante discussão, já que alguns afirmam que proteção de background é essencial enquanto outros dizem que ela não é tão importante.

A ideia de um programa funcionando em segundo plano pode dar até uma boa segurança mas, atualmente, realmente não é um ponto tão relevante por um simples motivo: depois que o vírus está instalado, dificilmente é detectado em varreduras do anti-vírus. Isso torna a proteção on-access cada vez mais importante, mas também se esta não detectar o malware na hora ele será instalado de qualquer jeito.

Então qual o melhor? Se algum anti-vírus tivesse 100% de eficácia, venderia como água, então depende de qual abordagem você escolhe, já que as duas juntas penalizariam demais o processamento e a utilização de memória da máquina.

Soluções baseadas na nuvem são perceptivelmente mais leves do que as tradicionais. Dentre as soluções disponíveis no mercado, existem duas que merecem destaque: o anti-vírus oficial da Microsoft, o Security Essentials, e o Panda Cloud Antivirus, ambos gratuitos e tão leves que se não existisse um ícone na área de notificação para nos lembrar, não notaríamos que eles estavam lá.

Antivirus baseado na nuvem - 02
Antivirus baseado na nuvem - 03

No final das contas, o que acaba contando é o modo de utilização do computador, quais sites são acessados e quais downloads o usuário costuma fazer. Sites de downloads ilegais, pornografia e parecidos normalmente possuem toneladas de vírus e malwares, então, independentemente da solução escolhida, o bom senso na navegação acaba sendo o fator mais importante.

E você, usuário, qual antivirus utiliza? Conte para nós!

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.