"Antivírus está morto", diz Symantec

Por Redação | 05 de Maio de 2014 às 17h22
Tudo sobre

Symantec

Os antivírus sempre foram a principal arma para impedir que criminosos virtuais invadam e roubem dados das máquinas. Bem, não tanto, atualmente. É o que afirma uma das empresas pioneiras de segurança na web, a Symantec.

Ela vem registrando queda nas vendas nos últimos trimestres e a tendência é de que a queda dos antivírus continue. De acordo com informações do Wall Street Journal, empresas como Juniper Networks e FireEye é que estão em alta, justamente por trilhar um caminho diferente dos antivírus.

A Juniper Networks, por exemplo, oferece conteúdo falso para incluir em firewalls, o que dificulta o trabalho dos hackers. Já a FireEye criou tecnologia que pode escanear redes de computadores infectados após os programas maliciosos terem passado pela primeira linha de segurança.

Assista Agora: Descubra o jeito certo de criar verdadeiros times de alta-performance e ter a empresa inteira focada em uma única direção.

A prevenção é vista a cada dia como necessária, porém ineficaz contra os crimes virtuais, já que, segundo dados veiculados pelo Wall Street Journal, apenas 45% dos cyberataques são contidos atualmente.

A Symantec foi uma das maiores empresas do setor durante os anos 80 e transformou o Norton Antivirus numa das maiores referências de segurança em computadores. A mudança de ambiente do desktop para o móvel, porém, vem mudando bastante o comportamento dos usuários e dos hackers, que têm conseguido invadir sistemas protegidos por antivírus com mais facilidade em dispositivos móveis.

Como 40% dos produtos da Symantec giram em torno de seus antivírus, a companhia segue agora por mudanças de postura e busca novos modelos de negócios. Um deles será a criação de uma equipe que possa atender empresas atacadas hackers e outro será o desenvolvimento de tecnologia para conter softwares maliciosos sofisticados, como os que reproduzem ofertas de companhias rivais dentro dos sistemas das próprias, por exemplo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.