Usuários do Nexus 5X e 6P reclamam de problemas na reprodução de vídeos

Por Redação | 07.12.2015 às 12:10

O que parece ser uma falha na configuração de software do Android Marshmallow está causando problemas para quem quer assistir a vídeos em alta qualidade nos novos dispositivos da linha Nexus. Pelo menos é isso o que aponta uma série de relatos dos usuários dos aparelhos 5X e 6P; segundo eles, os vídeos estão aparecendo com cores “lavadas” e cheios de problemas de reprodução nos smartphones que chegaram recentemente ao mercado.

Pior ainda, as falhas estariam acontecendo também no set-top box Nexus Player, um produto que é voltado especificamente para o consumo de mídia, o que acaba transformando o bug em algo ainda maior. A falha já teria chamado a atenção do Google e, ao que tudo indica, a empresa vem trabalhando em uma solução, mas sem dar mais detalhes sobre o que estaria acontecendo ou maneiras paliativas de resolver isso.

Usuários mais especializados apontam problemas no gerenciamento dos recursos do equipamento. De acordo com os relatos de diversos deles, o Android Marshmallow não estaria ativando corretamente o chip gráfico dos dispositivos, fazendo com que a aceleração de hardware não seja ativada e obrigando o processador a realizar a tarefa juntamente com todos os outros elementos que já estão ativados no smartphone.

O resultado disso acabou sendo uma redução na qualidade da exibição, de forma que o aparelho não trave durante a tarefa. A falha pode acontecer de forma mais ou menos perceptível de acordo com o uso que cada um faz de seu Nexus e também dos aplicativos em execução, por isso é possível que alguns nem mesmo sintam que a falha existe, enquanto ela deve se fazer notar de forma muito mais persistente para outros.

A expectativa é que a atualização de sistema resolva os problemas, o que não deve demorar muito para acontecer, principalmente no caso do Nexus Player. Conta a favor do Google o fato de os dispositivos da linha rodarem uma versão “pura” do Android, ou seja, assim que o update for liberado, ele poderá ser instalado em todos os dispositivos sem a interferência de operadoras de telefonia ou fabricantes. Aos afetados, então, resta apenas esperar.

Fonte: Gadgets 360