Marshmallow está em apenas 10% dos celulares com Android

Por Redação | 07 de Junho de 2016 às 19h00
photo_camera Divulgação

Foram quatro meses para atingir a marca de 1% e mais quatro para chegar a dois dígitos. De acordo com dados referentes ao mês de maio de 2016, a versão 6.0 Marshmallow do Android finalmente atingiu a marca de 10% de base instalada, deixando para trás edições mais antigas da plataforma e se tornando a quarta mais utilizada de todo o ecossistema móvel do Google.

A proporção de crescimento, entretanto, não deve se manter ao longo dos próximos meses, como mostra o histórico da plataforma Android. Há anos na segunda colocação, o Android 4.4 KitKat, de 2013, ainda mantém sólidos 31,6% de base instalada, poucos pontos percentuais abaixo do primeiro colocado — que, ainda assim, precisa da união de duas atualizações para chegar a esse patamar.

Estamos falando do Android Lollipop, o mais utilizado entre eles. Entretanto, sua base instalada de 35,4% de aparelhos é composta na soma das versões 5.1 (20%) e 5.0 (15,4%). O total é de mais de um terço dos dispositivos existentes no mundo é um número que, de acordo com os analistas, não deve mudar tão cedo, uma vez que ainda estão chegando ao mercado aparelhos que trazem esta edição instalada.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Android market share 05/2016

Levando isso em conta, o maior esforço do Google não deve se concentrar sobre o Lillipop ou o KitKat, mas, sim, nas versões mais antigas. O Marshmallow ainda pode levar algum tempo para ultrapassar os números da versão 4.x Jelly Bean do Android, que nas somas das edições 4.1, 4.2 e 4.3 ainda está em 18,9% dos dispositivos. E é aqui, sim, que falamos de defasagem, pois estamos falando de um sistema operacional lançado em julho de 2012.

A ponta final do espectro, porém, vem apresentando redução cada vez maior em seus números. Na soma, as versões Ice Cream Sandwich, Gingerbread e Froyo representam um total de apenas 4% de base instalada, uma porcentagem considerada irrelevante e que deve desaparecer em mais um ou dois anos.

Se a história do Marshmallow seguir o curso das versões anteriores, ela deve levar cerca de um ano e meio para chegar ao posto de versão mais utilizada do Android. Entretanto, há quem diga que essa lógica não deve se aplicar aqui, levando-se em conta que o Google já prepara uma nova edição, a N, e o fato de que muitos aparelhos em operação hoje, com Lollipop, não serão atualizados nem trocados em grande escala, pelo menos não ao longo do próximo ano.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.