Google remove 500 aplicativos com malware da Play Store

Por Redação | 23 de Agosto de 2017 às 12h59
photo_camera DepositPhotos/jardys

A Lookout Mobile Security divulgou uma pesquisa que revelou que pelo menos 500 aplicativos da Google Play Store estavam infectados com um spyware que tem deixa o celular vulnerável a ataques de hackers e pessoas mal-intencionadas. Este é um dado preocupante para a plataforma Android, visto que, juntos, os aplicativos somam mais de 100 milhões de downloads.

Os aplicativos em questão já foram removidos da loja, porém ainda podem causar problemas para os têm instalados em seus dispositivos. Segundo a Lookout, os aplicativos continham uma ferramenta que facilita a ligação dos softwares com redes de anunciantes de publicidade. Isso significa que os apps podem causar uma grande dor de cabeça para os usuários, possibilitando o roubo de informações e até mesmo o controle remoto do dispositivo.

Exemplos de aplicativos que continham o malware e foram removidos da Google Play

A praga virtual realiza a instalação de um plugin que abre brechas no Android. Em casos mais preocupantes, os hackers podem até interceptar o histórico de ligações, lista de aplicativos instalados, informações de GPS e dados sobre redes W-Fi do aparelho. A versão do malware foi modificada de maneira específica para os cibercriminosos com a finalidade de causar maiores problemas e prejuízos para as vítimas.

Os aplicativos removidos da Google Play Store com o spyware eram majoritariamente jogos destinados ao público jovem. Além destes apps, ainda foram removidos apps de edição de fotos, softwares de saúde, informações de clima e rádios pela internet. Os usuários que estiverem utilizando estes aplicativos em seus dispositivos devem receber uma notificação da loja de apps da Google informando sobre os perigos e a situação do app.

Fonte: Lookout

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.