Google pretende remover milhões de aplicativos "ofensivos" da Play Store

Por Redação | 10 de Fevereiro de 2017 às 17h13

O Google enviou por e-mail avisos para desenvolvedores em todo o mundo, afirmando sua intenção de "limitar a visibilidade" ou remover apps da Play Store que violam a política de dados dos usuários. Para a maioria dos desenvolvedores, a violação parece ser simples: a falta de uma política de privacidade.

Em particular, a mensagem foi enviada a desenvolvedores cujas aplicações solicitam "informações sensíveis” dos usuários (acesso à câmera, microfone e contatos, por exemplo), mas não possuem uma política de privacidade válida. O aviso solicita que um link para essa política seja fornecido na lista de apps, bem como no próprio aplicativo ou ainda que o desenvolvedor remova tais solicitações do aplicativo por completo.

A medida, no entanto, pode ser uma coisa boa para os desenvolvedores que tentam se posicionar na Play Store, já que pode remover milhões de "aplicativos zumbis" da loja. Esses apps costumam assumir a forma de um game famoso ou um utilitário malfeito que não corresponde exatamente à descrição, e eles estrategicamente aparecem juntamente com apps legítimos, o que torna difícil encontrá-los.

Os desenvolvedores deverão cumprir o pedido do Google até o dia 15 de março, data em que a empresa limitará a visibilidade de aplicativos ofensivos ou os removerá por completo.

Fonte: The Next Web

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.