Google libera pacote de correções para falha que afeta 95% dos aparelhos Android

Por Redação | 05 de Agosto de 2015 às 15h26
photo_camera Divulgação

Na semana passada, especialistas em segurança anunciaram a descoberta de uma nova falha que afeta praticamente todos os aparelhos (95%) equipados com Android. Batizada de Stagefright, a vulnerabilidade pode infectar os dispositivos com uma simples mensagem de texto. A boa notícia é que o Google começou a liberar nesta quarta-feira (5) os primeiros patches que devem corrigir o bug.

De acordo com Adrian Ludwig, engenheiro-chefe de segurança do sistema operacional, os primeiros gadgets que receberão esses updates são os tablets e smartphones da família Nexus, que a partir de hoje serão atualizados. Outras fabricantes também já receberam as correções, que serão disponibilizadas em código-aberto, segundo Ludwig, que participou da conferência Black Hat, na qual pesquisadores do mundo todo se encontram para compartilhar informações sobre segurança digital.

Além da linha Nexus, os dispositivos Android mais recentes e populares do mercado poderão baixar a atualização agora em agosto. A lista inclui os modelos Samsung Galaxy S6 Galaxy S6 Edge, Galaxy S5, Note 4 e Note 4 Edge; HTC One M7, One M8 e One M9; LG G2, G3 e G4; e Sony Xperia Z2, Xperia Z3, Xperia Z4 e Xperia Z3 Compact. Como outras empresas que usam a plataforma móvel do Google também fazem bastante sucesso, como Motorola e Lenovo, é de se esperar que a correção chegue em breve nos celulares dessas companhias.

Outro anúncio feito por Ludwig é que a próxima versão do Messenger, o aplicativo de SMS do Google, ganhará uma nova opção que vai permitir controlar os arquivos de mídia recebidos que podem ou não rodar automaticamente no aparelho. Dessa forma, o usuário pode apagar uma mensagem caso ela tenha um conteúdo suspeito. O engenheiro também recomenda que donos de dispositivos com Android Jelly Bean ou superior atualizem desde já o app padrão de mensagens de texto pelo Messenger.

"Segurança sempre foi um dos principais focos para Android e Google Play. Desde o primeiro dia, nosso sistema foi desenvolvido tendo segurança como uma prioridade. O modelo de desenvolvimento do Android garante que os aplicativos funcionem de maneira independente um do outro e também do restante do dispositivo. Então, se o dispositivo possui um aplicativo com malware ou um problema técnico, eles não poderá impactar outros apps ou causar um dano mais grave ao sistema", destacou Ludwig.

"Estas medidas de segurança têm mostrado resultados muito positivos: menos de 0,15% dos dispositivos Android que instalaram aplicativos somente a partir do Google Play possuem algum tipo de app potencialmente malicioso", completou.

Ainda segundo o engenheiro do Google, a partir desta quinta-feira (6), todos os dispositivos Nexus (4, 5, 6, 7, 9, 10 e Player) receberão atualizações mensais focadas exclusivamente em segurança. O primeiro pacote de correções sai ainda hoje.