Google está desenvolvendo nova versão do Android pensando na Internet das Coisas

Por Redação | 22 de Maio de 2015 às 09h01

Já faz muitos meses que o conceito de Internet das Coisas se tornou um nome poderoso entre as empresas de tecnologia, que volta e meia aparecem falando sobre investimentos nessa área. O Google não está de fora desse grupo e, unindo seu já conhecido interesse por softwares para aparelhos de especificações simples à novidade, pode estar prestes a dar um passo importante em direção a um sistema operacional voltado para a IoT.

De acordo com informações desta quinta-feira (21), a gigante das buscas quer que seu software esteja presente em qualquer dispositivo eletrônico que possa se conectar à internet, independentemente de haver um display ou não, e, para isso, está trabalhando para que o Android seja capaz de rodar em dispositivos com apenas 32 MB de memória RAM. Para fins de comparação, as últimas versões do Android, voltadas para smartphones, necessitam de pelo menos 525 MB de RAM.

O novo conceito, supostamente chamado de "Brillo", será voltado não para smartphones e tablets, mas sim para outros objetos passíveis de se tornarem "inteligentes", como prega a ideia básica da Internet das Coisas. Segundo fontes, o plano do Google é inserir o Android em dongles e outros sensores dentro dos dispositivos que irão se conectar uns com os outros para facilitar a vida dos usuários.

Tendo o Android por base, o conceito do Brillo é o mesmo que o de sua "nave-mãe": unir diversos hardwares distintos em uma única plataforma de software.

Via The Next Web e The Information

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.