Fabricantes de smartphones Android estão mentindo sobre patches de segurança

Por Ramon de Souza | 12 de Abril de 2018 às 16h02

Se você é um usuário do Android, com certeza deve saber que a Google distribui atualizações de segurança periodicamente para o sistema operacional, garantindo que ele esteja sempre protegido contra as mais recentes ameaças cibernéticas. O oferecimento desses pacotes ao utilizador final, porém, depende de cada fabricante, que faz as adaptações necessárias para cada um de seus dispositivos (motivo que explica por que novas versões do Android demoram tanto para chegar aos usuários de diferentes fabricantes e modelos).

O que você não sabe é que existe uma chance de que a empresa responsável pelo seu celular esteja mentindo a respeito de tais patches. Os pesquisadores Karsten Nohl and Jakob Lell descobriram que, na maioria das vezes, as marcas anunciam estar distribuindo as atualizações em questão, mas jamais chegam a oferecer as devidas compilações. A dupla pretende apresentar o estudo em um evento nesta sexta-feira (13).

Ao longo dos últimos dois anos, Nohl e Lell utilizaram engenharia reversa para acompanhar de perto os códigos presentes em inúmeros dispositivos móveis das mais variadas fabricantes globais, comparando-os com os patches oferecidos pela Google. Eles repararam que, em diversos momentos, as companhias “pularam” atualizações e mentiram aos consumidores dizendo que aqueles aparelhos estavam devidamente atualizados.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Os especialistas também notaram ser comum a prática de acumular diversas compilações para lançá-los de forma agrupada depois de semanas ou meses — o que deixa os dispositivos móveis vulneráveis a ataques cibernéticos e malwares recém-descobertos. Até o momento, Nohl e Lell não divulgaram uma lista com smartphones ou marcas que cometem essa infração, mas é possível que os nomes sejam divulgados após o evento supracitado.

Fonte: WIRED

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.