Cyanogen afirma ter mais usuários que Windows Phone e BlackBerry juntos

Por Redação | 10 de Agosto de 2015 às 10h05

Enquanto Apple, Samsung, Xiaomi e outros nomes brigam pelo domínio do mercado de smartphones, um outro player parece estar correndo por fora. Neste final de semana, durante uma conferência para desenvolvedores de software em Seattle, nos Estados Unidos, a Cyanogen anunciou que mais de 50 milhões de pessoas estão utilizando seus sistemas operacionais em todo o mundo.

O número, afirmou Adnan Begovic, CEO da produtora, é mais do que a soma total dos usuários globais de Windows Phone e BlackBerry. Para ele, também é uma prova de que o foco na segurança e no desempenho está agradando aos usuários avançados, que permanecem confiando em uma arquitetura de código aberto como a melhor alternativa para seus dispositivos móveis.

Os números apresentados pela Cyanogen a colocam com uma fatia de cerca de 3% do mercado de celulares. De acordo com os dados mais recentes da IDC, por exemplo, a Microsoft teria uma parcela de 2,7%, que cresce vagarosamente, enquanto a BlackBerry permanece na faixa dos 0,3% e caindo. Com o crescimento da versão, é possível que tais dados sejam multiplicados ainda mais nos próximos trimestres.

Os totais apresentados por Begovic se relacionam tanto ao Cyanogen Mod, que deve ser baixado e instalado manualmente pelos usuários, quanto ao Cyanogen OS, que, como o nome já diz, é o sistema operacional que vem embarcado em alguns aparelhos. É nesse segundo aspecto que, inclusive, está um dos grandes focos da desenvolvedora de software, que deseja atingir também os pouco inteirados de tecnologia e colocar sua plataforma na mão do máximo de pessoas possível, com maior comodidade.

O melhor caminho para a Cyanogen, no momento, vem sendo os pequenos fabricantes chineses, capazes de criar aparelhos poderosos e mais baratos. Tudo o que uma empresa que já traz seu renome no mundo tecnológico, mas que pode ser completamente desconhecida do usuário comum, precisa para prosperar.

Especialistas, porém, já começaram a refutar as afirmações de Begovic afirmando que o total de 50 milhões de usuários do Cyanogen, por si só, não é suficiente para ultrapassar o market share do Windows Phone, que nos últimos dois anos já vendeu mais de 70 milhões de aparelhos. Na combinação com o BlackBerry, então, a soma ficaria ainda maior e mostraria que o mod ainda tem um caminho a seguir se quiser deixar a Microsoft para trás.

Fontes: Digital Trends, WM Power User, Android Authority