Britânico descobriu que ex-namorada estava grávida em avaliação na Play Store

Por Redação | 14.03.2016 às 17:40

Uma ação simples de instalar um aplicativo em seu Android fez com que um britânico descobrisse que a sua ex-namorada estava esperando um filho. Ben (que não teve o seu sobrenome revelado) contou ao programa Radio 4, da rádio BBC, de Londres, que ao visualizar aplicativos recomendados pelos amigos, notou que a sua ex-companheira havia avaliado recentemente um app de gravidez. Ele então entrou em contato com ela e confirmou a suspeita.

“Eu fui baixar um aplicativo para o meu Android... E ele simplesmente me mostrou que a minha ex-namorada avaliou um aplicativo de gravidez”, conta o sujeito. “Eu não acredito que ela queria que alguém soubesse disso dessa maneira. Penso que ela teria preferido dizê-lo por e-mail ou cara a cara”, complementou o usuário do sistema mobile do Google.

O acontecimento curioso levantou uma questão que talvez nem todo mundo saiba que existe: o compartilhamento de informações a respeito de aplicativos que você avalia ou marca com +1 na loja do Android. “Ao baixar e avaliar aplicativos, você não necessariamente quer que a informação seja compartilhada, mas ela é”, comentou Ben. Vale lembrar, porém, que são visíveis para os seus amigos do Google+ apenas as avaliações (seja com estrelas, comentários ou +1) feitas por você. Apenas você consegue ver quais aplicativos baixou.

Abrindo o menu principal da Play Store e indo até a opção “Pessoas”, você vê uma lista com todos os seus contatos do Google+. É possível verificar todos os perfis ligados ao seu na rede social do Google (o que significa que essas pessoas também podem ver quais apps você avaliou). E não há uma forma de simplesmente evitar que tais informações sejam compartilhadas, afinal a companhia alerta que avaliações e itens marcados com +1 são “públicos e compartilhados”. Se você não quiser que seus amigos vejam as suas avaliações, a única saída é não avaliar mais nada – é possível apagar as avaliações individualmente na página de cada programa avaliado.

Via Mashable