Atualizações de aplicativos no Android consumirão menos dados

Por Redação | 07.12.2016 às 11:08
photo_camera Etnyk/Flickr

Já faz um bom tempo que os apps para dispositivos móveis deixaram de ser minúsculos e ocupar pouquíssimo espaço de armazenamento. Com a popularização sobretudo dos games mobile, softwares encontrados na Play Store e App Store estão cada vez maiores e exigem mais da conexão do usuário, que às vezes passa minutos esperando até que o download e a instalação sejam feitos.

Contudo, no que depender do Google, os arquivos gigantescos e os longos períodos esperando pela conclusão do download estão com os dias contados. É que a empresa anunciou nesta quarta-feira (07) ter conseguido avanços significativos em seus esforços para reduzir o tamanho dos apps disponibilizados na Play Store.

No começo deste ano, o Google anunciou que estava modificando o algoritmo de compressão de dados utilizado na loja de apps do Android. Com isso, a companhia conseguiu reduzir o tamanho dos downloads em 47%. Agora, uma nova técnica chamada File-by-File vem sendo testada e os primeiros resultados mostram que as atualizações dos aplicativos podem ser, em média, 65% menores que sua versão completa.

É um esforço que trará uma economia de cerca de 6 petabytes diários ao Google, que poderá desafogar sua infraestrutura e empregá-la para outros fins. Para o usuário, a economia é sentida principalmente na hora de atualizar um aplicativo no smartphone ou tablet. Por exemplo, uma atualização do Google Maps que antes pesava 17,5 MB foi reduzida para 9,6 MB graças à File-by-File.

O mais bacana disso tudo é que os desenvolvedores não terão de se preocupar com novas implementações, já que o Google assumiu a responsabilidade de aplicar a técnica nos APK enviados à Play Store.

Por enquanto, a empresa disse que a novidade está restrita apenas às atualizações automáticas ou àquelas que acontecem em segundo plano. A ideia, contudo, é que num futuro breve a File-by-File seja implantada em todos os apps e downloads da Play Store.

Nossas conexões agradecem.

Via Android Developers