Atualização do Android Oreo permite uso de função Always on Display

Por Redação | 15 de Novembro de 2017 às 15h14

Depois de dar as caras no Pixel 2 e em sua versão XL, parece que o recurso Always on Display está prestes a chegar também a outros dispositivos com o Android Oreo. É isso o que indica a mais recente atualização, ainda restrita ao preview de desenvolvedores do sistema operacional, habilitando a funcionalidade também nos primeiros modelos da linha Pixel e no Nexus 6P, da Huawei.

Antes, a exibição de informações, notificações e outros o tempo todo, mesmo com a tela bloqueada, somente era possível em dispositivos com root. Agora, ganha espaço “oficial”, mas antes de se empolgar é importante citar que a Google apenas adicionou essa possibilidade ao sistema operacional, o que significa que ela ainda exige um longo processo de configuração para ser habilitada.

Como mostra o vídeo acima, criado por desenvolvedores especializados na plataforma, é preciso realizar o download de diferentes aplicativos e plug-ins, mexendo em opções avançadas do dispositivo. O processo é longo e pode ser um tanto assustador, principalmente para quem não sabe exatamente o que está fazendo. 

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Além disso, algumas questões devem ser levadas em conta na hora de habilitar o recurso em aparelhos que não necessariamente foram criados para recebê-lo. A principal delas está relacionada ao consumo de bateria, que, com toda certeza, será maior nos aparelhos habilitados, uma vez que eles não possuem os mesmos sistemas de otimização dedicados, como acontece na linha Pixel 2.

A habilitação também traz consigo alguns bugs para o sistema operacional, como problemas na detecção de pressionamentos dos botões para desbloquear a tela ou telas cinzas que tomam conta de toda a interface por alguns segundos enquanto o dispositivo está sendo inicializado. Como dá para imaginar, trata-se de um recurso ainda em estado Beta, portanto a ideia é que tais questões podem ser resolvidas no futuro.

Isso, claro, se a Google efetivamente tiver a intenção de liberar o Always on Display para mais plataformas. Por mais que a função esteja acessível em mais aparelhos agora, a presença dos recursos necessários para que funcione pode se tratar apenas de uma mera integração entre as atualizações da plataforma, com linhas de código e aberturas que aparecem no Android, mas servem para evitar a fragmentação do ecossistema.

Por isso, caso decida seguir o passo a passo, é por sua conta e risco. Os próprios desenvolvedores responsáveis pela descoberta afirmam não terem testado extensivamente a solução, sendo assim, não sabem exatamente se a mudança causa outros problemas de funcionamento ou incompatibilidade.

Fonte: XDA Developers

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.